Serie A: a principal divisão do futebol da Itália vai voltar!

Depois de pouco mais de três meses de espera, a principal divisão do futebol da Itália voltará com tudo a partir do dia 13 de agosto. Após o período de domínio da Juventus, que perdurou por nove temporadas, as duas últimas edições da Serie A foram vencidas pelos lombardos – e rivais – Internazionale e Milan. O próximo campeonato será uma caixinha de surpresas, pois as equipes se reforçaram ao longo da janela de transferências e prometem esquentar a batalha pelo Scudetto.

A Velha Senhora, maior detentora de títulos do Campeonato Italiano, promoveu uma grande reformulação para tentar voltar a vencer a liga e acabar com a boa sequência dos rivais de Milão. Mesmo questionado, o multicampeão técnico Massimiliano Allegri permaneceu no cargo, mas ganhou reforços de peso da diretoria juventina: Ángel Di María, Paul Pogba, Bremer e Filip Kostic.

Os bianconeri concluíram as últimas duas edições da Serie A na quarta colocação e não venceram nenhum título na temporada passada, tanto que Paulo Dybala, Federico Bernardeschi e Álvaro Morata foram algumas vítimas da reestruturação. Tendo em vista as movimentações de entrada no mercado, a Juve chegará com uma certa obrigação de tropeçar menos e lutar pela 37ª conquista.

A Inter, por sua vez, lutou até o fim pelo sonhado 20º Scudetto, mas viu a chance de superar o Milan praticamente escapar por entre os dedos na trágica derrota para o Bologna, no estádio Renato Dall’Ara. Pode ter sido doloroso, mas os interistas mostraram que não querem deixar a peteca cair ao criarem uma verdadeira força-tarefa para ter novamente o atacante Romelu Lukaku, do Chelsea.

Apesar do badalado retorno do centroavante belga, a Internazionale manteve a base da temporada anterior e fez alguns enxertos no plantel liderado por Simone Inzaghi, como as chegadas de Henrikh Mkhitaryan, André Onana e Kristjan Asllani. Ao mesmo tempo, os nerazzurri se despediram de Alexis Sánchez, Ivan Perisic e Andrea Ranocchia. Sem dúvidas, ter uma segunda estrela bordada em seu escudo virou uma obsessão para a agremiação lombarda.

O Milan tirou um enorme peso das costas ao voltar a faturar um Scudetto após 11 anos de jejum. O gostinho de quero mais e a chance de acrescentar uma segunda estrela no emblema permanecem no ambiente, mas os rossoneri precisarão fazer uma outra grande temporada. O treinador Stefano Pioli viu Franck Kessié ir para Barcelona e Alessio Romagnoli se destinar a capital italiana, mas recebeu Charles De Ketelaere, Divock Origi e Yacine Adli.

Outro ponto que pode empolgar os torcedores é a manutenção de várias peças da equipe campeã da temporada passada, como do veterano Zlatan Ibrahimovic, por exemplo. Fora dos gramados, os diretores Paolo Maldini e Frederic Massara receberam sinal verde do Milan para prosseguirem com o trabalho.

Além deste poderoso tridente e com um campeonato extremamente aberto, a Roma chamou bastante atenção nos últimos meses ao mergulhar de cabeça no projeto de tentar voltar a ficar entre os primeiros colocados da Serie A. Após a modesta sexta colocação na temporada passada, mas salva pelo título da Conference League, os giallorossi não pouparam esforços para contratar Paulo Dybala, Georginio Wijnaldum e Zeki Çelik.

Os shows da torcida romana durante a chegada de Dybala e no amistoso contra os ucranianos do Shakhtar Donetsk mostraram que os fãs da equipe da capital estão empolgados com a temporada 2022/23, além de confiarem plenamente no projeto encabeçado pelo técnico português José Mourinho e pelos Friedkin’s.

Existem outros pontos interessantes para se observar no decorrer da edição número 121 da elite do futebol da Itália. Uma delas é como a Atalanta vai se comportar depois de não ter conseguido se classificar para as competições europeias pela primeira vez nos últimos cinco anos. Os desempenhos da Dea foram duramente afetados pelos problemas pessoais de Josip Illicic, a lesão de Duván Zapata e a queda de rendimento de Luis Muriel.

Também será importante acompanhar o desenvolvimento do projeto da Fiorentina, que fez uma boa temporada passada e retornou para as competições internacionais depois de cinco anos. A Lazio, por sua vez, tentará engrenar sob o comando de Maurizio Sarri e promoveu um rejuvenescimento do plantel, além de ter se desfeito de algumas peças encostadas. Já o clima em Nápoles é um pouco nebuloso, pois o Napoli fará sua primeira campanha sem o trio Lorenzo Insgine, Dries Mertens e Kalidou Koulibaly.

O Bologna vendeu muito bem, mas não conseguiu agir de maneira tão eficaz na janela de transferências, tanto que o sonhado salto de qualidade corre sérios riscos de ser novamente adiado. Em Monza, a equipe chefiada pelo ex-premiê Silvio Berlusconi contratou mais de 10 jogadores para não fazer feio em sua primeira temporada na Serie A. Em Gênova, a Sampdoria quer afastar os perigos de rebaixamento, mas iniciará o torneio sem ter realizado um grande mercado.

Primeira rodada

A primeira rodada da temporada 2022/23 da Serie A acontecerá entre os dias 13, 14 e 15 de agosto. Os lombardos Milan, Inter, Atalanta e Monza vão ser os principais destaques do dia inaugural, mas terão pela frente as equipes da Udinese, do Lecce, da Sampdoria e do Torino, respectivamente.

Mesmo jogando fora de casa, a Atalanta é a principal favorita para derrotar a instável Sampdoria, principalmente pelo fato da Dea ter vencido as suas últimas quatro estreias. A Internazionale segue o mesmo ritmo da rival de Bergamo, mas venceu as três partidas inaugurais da Serie A mais recentes. Para o Monza será inesquecível, pois o time atuará pela primeira vez em sua história na elite italiana.

O Milan vai estrear diante da Udinese sob uma grande responsabilidade, pois o campeão da Serie A não estreia com derrota no campeonato seguinte ao do título desde 2015, quando a equipe da cidade de Údine superou a Juventus.

A segunda leva de partidas terá as equipes da capital do país como destaque. A badalada Roma viajará até Salerno para pegar a Salernitana, no estádio Arechi, mas os giallorossi possuem os números ao seu favor, já que venceram seis das últimas nova estreias de campeonato. A Lazio jogará em casa diante do Bologna e poderá atingir uma marca inédita, que é a de ganhar quatro duelos de estreia consecutivos. No mesmo dia, a Fiorentina enfrentará em Florença a recém-promovida Cremonese, enquanto o Spezia receberá o Empoli.

Napoli e Juventus serão as grandes atrações do encerramento da rodada inaugural da Serie A. A equipe de Luciano Spalletti pegará fora de casa o Hellas Verona e buscará sua sexta vitória seguida em estreias na principal divisão do calcio. A Velha Senhora, contudo, entrará em campo diante do Sassuolo com o status de maior vencedora de estreias da liga italiana, somando 58 resultados positivos.

SHARE