Com Berlusconi na gestão, Monza fatura acesso inédito à Serie A

Mais de três anos depois de ter sido adquirido pela Fininvest, holding liderada pelo ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi, o Monza conquistou o tão sonhado e histórico acesso para a principal divisão do Campeonato Italiano. Após 40 participações na Serie B, o clube biancorosso terá a oportunidade de jogar pela primeira vez em sua história a Serie A.

O Monza, que é treinado por Giovanni Stroppa, garantiu o acesso após ter derrotado o Pisa por 4 a 3 na decisão dos playoffs, após a vitória no primeiro jogo por 2 a 1. O resultado também marca o retorno de Berlusconi e Adriano Galliani na principal divisão do futebol da Itália desde os grandes anos no Milan. Na temporada regular, os lombardos fecharam a competição na quarta colocação.

Colocar o Monza pela primeira vez na Serie A foi o grande feito da gestão do empresário de 85 anos de idade, que mira voos ainda mais altos para a equipe lombarda, como vencer o Scudetto nas próximas temporadas e se classificar para a Liga dos Campeões.

Achávamos que conseguiríamos o acesso na temporada passada, mas não tivemos sorte. Desta vez, lutamos durante todo o campeonato e não foi fácil, mas conseguimos e estamos na Serie A. Devemos ganhar o Scudetto e ir para a Liga dos Campeões. Estou acostumado a ganhar o tempo todo, então vamos ver”, declarou Berlusconi em entrevista à emissora “Sky Sport”.

O ex-premiê italiano adquiriu o Monza quando ele ainda jogava a Serie C, tanto que conseguiu ser campeão do grupo A da categoria e garantir o acesso para a segunda divisão. Na temporada seguinte, após uma política de transferência agressiva, na qual contratou Kevin-Prince Boateng e Mario Balotelli, o time biancorosso caiu nas semifinais dos playoffs de acesso para o Cittadella.

Na temporada 2021/22, Berlusconi e seu braço direito dos anos milaneses, Galliani, apostaram em atletas com mais experiência na Serie B e colocaram Stroppa no banco de reservas, que é um ex-jogador de Milan e Monza e arquiteto do acesso à Serie A em 2020 com o Crotone. A mistura deu certo e culminou no acesso.

Embora o campeonato dos Brianzoli não tenha sido perfeito devido aos vários tropeços, a torcida do Monza viu boas atuações de diversas peças, principalmente do dinamarquês Christian Gytkjaer, artilheiro com 14 gols. O português Dany Mota e o experiente Mattia Valoti também foram engrenagens importantes nesta máquina.

Entre outros jogadores que tiveram uma temporada segura com a camisa dos biancorossi estão Luca Mazzitelli, José Machín, Patrick Ciurria, Andrea Colpani e Marco D’Alessandro. O elenco ainda conta com os experientes Giulio Donati, Luca Caldirola, Gabriel Paletta, Gastón Ramírez e Luca Marrone.

Pensando no futuro, o Monza possui alguns jovens jogadores muito interessantes como, Colpani, Carlos Augusto, Lorenzo Pirola, Samuele Vignato e Valentin Antov. O quinteto pode dar boas contribuições ao clube lombardo na Serie A se permaneceram em Monza.

A missão de Berlusconi e Galliani não foi muito fácil, tanto que o clube gastou por volta de 26 milhões de euros em contratações para chegar na principal divisão da Itália. Os jogadores Mirko Maric (4,5 milhões de euros), Carlos Augusto (4 milhões) e José Machin (4 milhões) foram os três mais caros da lista.

O Monza será 69º clube diferente a jogar a Serie A e o 12º da Lombardia, no norte da Itália. Na próxima temporada, a região terá cinco times na primeira divisão, são eles: Monza, Cremonese, Atalanta, Milan e Inter de Milão.

O próximo campeonato contará com nada menos do que cinco times da Lombardia. Parabéns a toda equipe, Adriano Galliani e Silvio Berlusconi. Também dou meus parabéns a todos os torcedores de Monza que pela primeira vez em sua história conquistaram a Serie A”, celebrou Attilio Fontana, governador da Lombardia.

Campeão da terceira e quarta divisões, o Monza atingiu seu auge na recém-finalizada temporada e o acesso para a elite da Itália foi uma das conquistas mais celebradas pelos torcedores. Milhares de pessoas invadiram as Praças Trento, Trieste e Duomo, onde os fãs não pararam de cantar e agitar bandeiras do clube.

SHARE