Com jogadores de Milan, Juve e Inter, confira os 11 melhores da Serie A

Após a acirradíssima disputa da liga italiana, o Milan levou a melhor sobre a rival Inter de Milão e faturou o título da Serie A. A vitoriosa campanha milanista contou com o talento de diversos jogadores, como Rafael Leão, Mike Maignan, Fikayo Tomori e Theo Hernández, tanto que o quarteto foi incluído no top 11 da temporada organizado pela plataforma OptaPaolo.

Além dos quatro atletas do campeão Milan, a lista possui jogadores de Torino, Juventus, Internazionale, Napoli, Lazio e Sassuolo. Os componentes da equipe foram selecionados através dos dados coletados pelo site, enquanto o esquema tático definido pelo OptaPaolo foi o 4-3-3.

Começando pela baliza, o goleiro selecionado foi o francês Maignan, que demonstrou muita segurança ao longo da Serie A e acabou sendo um dos principais responsáveis pelo título do clube rossonero. As suas boas exibições fizeram os torcedores não ficarem com tantas saudades do italiano Gianluigi Donnarumma, atualmente no Paris Saint-Germain.

O jogador de 26 anos de idade entrou em campo 32 vezes na temporada e ficou 17 partidas sem sofrer gols. Além de ter sido nomeado o melhor goleiro da Serie A, Maignan foi o arqueiro que ficou mais jogos sem ser vazado e teve a melhor porcentagem de defesas entre as cinco principais ligas da Europa, com 79,4%.

Na frente de Maignan estão Tomori, companheiro de equipe do francês no Milan, e o brasileiro Bremer, do Torino. Em uma temporada muito sólida, o defensor da equipe granata foi quem mais teve sucesso em interceptações (105) e em recuperações de bola (284) no torneio. O zagueiro de 25 anos também registrou a maior quantidade de vitórias em duelos aéreos (132).

O britânico Tomori, por sua vez, também auxiliou Maignan a dar muita segurança para o Milan ao longo do campeonato. Para se ter uma noção da importância do ex-jogador do Chelsea, o time lombardo ficou sem tomar gols em 13 partidas que o zagueiro permaneceu em campo ao longo dos 90 minutos.

O francês Hernández, também do Milan, aparece mais aberto na lateral-esquerda e se garantiu na vaga muito por conta de suas boas exibições na Serie A, principalmente no setor ofensivo. O jogador foi o defensor que teve mais participação em gols na competição ao balançar as redes cinco vezes e dar seis assistências para seus companheiros de time.

Na outra extremidade do campo se encontra Juan Cuadrado, da Juventus. Embora o campeonato da Velha Senhora tenha sido bem abaixo do esperado, o colombiano foi um dos principais destaques do clube piemontês. Ele está entre os cinco defensores do torneio que foram capazes de darem pelo menos quatro assistências e marcarem quatro gols na temporada.

Passando para o meio de campo, Marcelo Brozovic, da Internazionale, aparece centralizado no setor. O croata foi uma das peças mais importantes para o técnico Simone Inzaghi, que o viu acertar pelo menos 92,5% dos passes realizados. O atleta de 29 anos ainda faturou o prêmio de melhor meio-campista da Serie A.

Caindo um pouco mais pela direita está Hakan Çalhanoglu, que trocou o Milan pela Inter em junho passado e causou grande polêmica pela decisão, tanto que foi alvo de muitas brincadeiras nas celebrações do título do rossonero e nas redes sociais. Em campo, o turco contabilizou a segunda maior quantidade de assistências (12) e também ficou na vice-liderança entre os atletas com mais passes chave concedidos.

Do outro lado de Brozovic está Fabián Ruiz, do Napoli, que se destacou por ter sido o jogador que anotou mais gols de fora da área (seis). O meio-campista conseguiu voltar a sua melhor forma ao lado do técnico Luciano Spalletti e foi um dos destaques da campanha dos azzurri.

Chegando ao setor ofensivo, o jogador Domenico Berardi, do Sassuolo, foi posicionado mais aberto pela direita do gramado. A temporada dos neroverdi acabou não sendo uma das melhores, mas o campeão da Eurocopa pela seleção da Itália foi providencial para o clube da Emilia-Romagna ao marcar 15 gols e ter oferecido a maior quantidade de assistências da Serie A, com 13.

Jogador objetivo e muito frio na frente da meta rival, Berardi aparece entre os cinco melhores em várias estatísticas do campeonato, como de maior quantidade de chutes ao gol adversário (118), de passes chave (68) e de faltas recebidas (76).

Aberto pela esquerda é possível encontrar Leão, um dos grandes nomes do histórico 19º Scudetto do Milan. O jovem português auxiliou sua equipe com 10 assistências e foi o jogador que mais completou dribles na temporada (98), além de ter anotado seis gols depois que os rossoneri assumiram a ponta da classificação.

Velocidade, assistências, gols, muita habilidade e título, o “gajo” deitou e rolou ao longo do Campeonato Italiano, tanto que recebeu o prêmio de melhor jogador da temporada. Aos 22 anos de idade, “Rafa” colocou seu nome na história do multicampeão Milan.

Para fechar com chave de ouro, que tal um atacante que balançou as redes 27 vezes em 31 jogos e acertou 59 dos 118 chutes ao gol adversário? Em outra temporada goleadora, Ciro Immobile é o principal líder do ataque do top 11 da Serie A, segundo os dados do OptaPaolo.

Eleito o melhor centroavante do campeonato, o jogador da Lazio foi o artilheiro da liga italiana pela quarta vez na carreira e está atrás somente de Gunnar Nordahl, que foi o melhor marcador da Serie A em cinco oportunidades. Além disso, se tornou o maior goleador da história do clube da capital italiana.

Escalação do top 11: Maignan; Theo Hernández, Fikayo Tomori, Bremer, Juan Cuadrado; Fabián Ruiz, Marcelo Brozovic, Hakan Çalhanoglu; Rafael Leão, Domenico Berardi, Ciro Immobile.

 

SHARE