Il cielo di “Chiello” – O céu de Chiello

Giorgio Chiellini, italiano nascido em 14 de agosto de 1984 na cidade de Pisa, na região da Toscana, é um caso particular de jogador espetacular com uma carreira imaculada. É muito improvável que torcedores de outras equipes italianas, os não juventinos, não tenham simpatia pelo jogador e pela figura de “Giorgione”.

Um atleta que sempre soube aliar técnica, força e garra, além de ser um dos raros defensores com um domínio de bola diferenciado, e, sempre ter sido reconhecido como um jogador muito leal e correto.

 

“É muito difícil jogar contra ele. ele não te deixa espaço, não te deixa respirar… Mas eu gosto do “Chiello”, ele é leal, um verdadeiro lutador. Sempre houve duelos maravilhosos entre nós”, afirmou Ibrahimovic, atual atacante do Milan, em 2010.

 

No total de sua carreira, até o momento, foram 667 jogos, descontando os jogos pela seleção, com apenas 5 cartões vermelhos. Um raro exemplo de jogador que consegue ter um rendimento muito alto sem desfalcar a equipe por suspensões disciplinares.

Um pouco do histórico da carreira

Chiellini iniciou sua carreira jogando como lateral esquerdo, por ter muita habilidade e força física ao se projetar com a bola nos pés. Entretanto, como tinha um “tempo de bola”, uma noção de espaço e marcação muito acima da média, foi colocado para jogar de defensor e acabou se tornando um dos melhores defensores da história da Itália e do mundo.

Inicio no Livorno

Promovido das categorias de base Livorno aos 16 anos de idade na temporada 2000-01, Giorgio ficou no clube de 2000-01 até 2003-04, participando das campanhas que levaram o Livorno da Serie C1 até a promoção da equipe para a Serie A em 2003-04. Chiellini conquistou seu espaço no time toscano e participou, ao todo, de 66 partidas pela equipe, anotando um total de 4 gols.

Primeira experiência na Serie A

No início da temporada 2004-05, a Fiorentina estabeleceu um acordo de copropriedade com a arquirrival Juventus e contratou Chiellini, que estreou com a maglietta viola em 12 de setembro de 2004 contra a Roma. Giorgio permaneceu apenas uma temporada no clube toscano, participando de 42 partidas, anotando 3 gols.

Chegada à Juventus

No verão do ano de 2005, mais precisamente no começo da temporada 2005-06, iniciou-se o capítulo mais longo e vitorioso da carreira de “Giorgione”. O jogador mudou-se para Turim para defender as cores da Juventus, estreando em 15 de outubro de 2005 na vitória contra o Messina (1×0), quando entrou no aos 75’ da partida, substituindo Pavel Nedved que hoje é o vice-presidente do clube. Ao todo, foram 17 longos e vencedores anos, com algumas turbulências no caminho, é verdade. Como a disputa da Serie BKT com a Juve na temporada 2006-07.

Ao longo desse período “Chiello” colecionou muitas histórias e o principal, títulos! Com a maglietta bianconera Chiellini disputou, ao todo, 560 partidas, o que o tornou o 3º jogador com o maior número de presenças na história da Vecchia Signora. Atrás apenas de Alessandro Del Piero e Gianluigi Buffon, além de ter se tornado capitão da equipe em 2018, após a saída de “Gigi” para o PSG.

Seu histórico, impressionante, com a equipe de Turim é de 357 vitórias, 121 empates e 82 derrotas, anotando 36 gols e recebendo apenas 5 expulsões, no total. Percebemos um jogador que contribuiu com 63,75% das vitórias da equipe, no período. Uma marca realmente impressionante!

“Chiello” formou, com seus companheiros e amigos Bonucci e Barzagli, um dos melhores trios defensivos da história do futebol italiano, conhecido como trio BBC. Juntos, os três chegaram a ser considerados a melhor sistema defensivo do futebol da temporada 2016-17. Chegando, inclusive, a final de Champions League contra outro trio homônimo, do Real Madrid, em Cardiff naquela temporada.

Seleção nacional italiana

Pela seleção italiana a FIGC contabiliza, até hoje, 103 presenças e 8 gols, entre torneios de qualificação, Euro Copas, Campeonatos Mundiais, Copa das Confederações, Liga das Nações e amistosos. Giorgio teve a honra, também, de ser o capitão da Squadra Azzurra no período pós Buffon. Por muito tempo, formou a dupla de zaga com o seu eterno companheiro de equipe e amigo pessoal, Leonardo Bonucci.

Sob o comando de Antonio Conte, em 2010, reeditou o trio defensivo da Juventus na seleção italiana. E mesmo com uma equipe muito limitada, tecnicamente, conseguiu ajudar a Squadra Azzurra a chegar às quartas de final da UEFA Euro, em que foram eliminados pela Alemanha somente nas cobranças de pênaltis, muito graças ao ótimo sistema defensivo.

Títulos

Ao longo de toda a sua carreira “Giorgione” conquistou muitos e importantes títulos, o que alçou seu nome na história do esporte, colocando-o no patamar dos grandes defensores que a Itália já produziu, como Baresi e Maldini. No total, foram 9 Scudettos, 5 Coppas Italia, 5 Supercoppas Italianas e um título da Lega BKT pela Juventus, além de 1 Campeonato Europeu sub-19 e uma UEFA Euro pela seleção italiana.

Personalidade

Atleta renomado, Chiellini é dono de uma personalidade que esbanja humildade e desapego além de ser uma figura carismática e simpática. Exemplo disso é a infinidade de amizades colecionadas e as várias declarações, de outros atletas, que comprovam como “Chiello” tem o apreço alheio, não só pela técnica como jogador.

 

“Eu vi você chegar menino e conquistar tudo com humildade e trabalho. Um exemplo para quem sonha com essas cores… Como jogador da Juventus e como companheiro de equipe, da Série B ao Scudetto, obrigado Giorgio!”, palavras de Del PiEro, histórico atacante da Juventus.

 

“Viver no campo ao seu lado tem sido um privilégio, uma honra para mim. Viver fora do campo é ainda mais. Eu aprendi com você a sempre ser equilibrado por completo. Boa sorte lenda. Para o que virás a viver. Seja o que for, você sempre será o primeiro da classe”, afirmou SEU eterno amigo Bonucci.

 

 

“Você sabe o que você tem sido para mim. Eu te amo”, disse Spinazzola, lateral esquerdo da Roma.

SHARE