Perto do Scudetto, Milan pode encerrar jejum de 11 anos

A última rodada da Serie A está chegando e o Milan é uma das equipes que poderá conquistar o torneio no domingo (22). Líder do Campeonato Italiano com 83 pontos, o time rossonero depende de si para colocar um ponto final na incômoda seca de títulos.

Milan e Internazionale entrarão em campo simultaneamente no dia 22 de maio, a partir das 13h (horário de Brasília). Os comandados de Stefano Pioli, que pegarão o Sassuolo em Reggio Emilia, possuem a vantagem se houver igualdade na pontuação, pois o primeiro critério de desempate é o confronto direto. Com isso, os milanistas estão separados por apenas um ponto do troféu.

O sonhado 19º Scudetto vem sendo muito aguardado pelos torcedores do Milan, que celebraram pela última vez um título da Serie A na temporada 2010/11. Na época, a equipe era liderada por Massimiliano Allegri e tinha em seu elenco nomes como Alessandro Nesta, Thiago Silva, Andrea Pirlo, Gennaro Gattuso, Robinho, Alexandre Pato e Zlatan Ibrahimovic.

Caso consiga fechar a 38ª rodada com o título, o atual plantel do Milan poderá se tornar o mais jovem a ter vencido um Scudetto na era dos três pontos, já que a média de idade do elenco rossonero é de 26 anos e 93 dias. A detentora deste recorde é a Juventus da temporada 1997/98, que venceu a liga com um time que tinha uma média de 26 anos e 161 dias.

A possibilidade de voltar a levantar um caneco depois de 1976 dias, quando superou a Juventus na Supercopa da Itália de 2016, é uma realidade para os rossoneri. No entanto, independentemente do resultado da partida em Reggio Emilia, o Milan fechará sua campanha com a segunda maior quantidade de pontos em 27 anos.

O time de Theo Hernández, Rafael Leão, Mike Maignan, Sandro Tonali e companhia tem a possibilidade de fechar a Serie A com até 86 pontos, dois atrás do Milan da temporada 2005/06. No entanto, o clube teve 30 pontos deduzidos naquela ocasião em virtude do escândalo “Calciopoli” e ficou em terceiro na classificação, com 58 pontos.

Além da positiva marca de pontos e da possibilidade de se tornar o plantel mais jovem a vencer um Scudetto na era dos três pontos, o sólido elenco lombardo fechará a temporada com a maior quantidade de clean sheets. O Milan não tomou gols em 17 jogos e está na frente de Napoli (15), Roma (14) e Internazionale (14).

Outro ponto interessante do setor defensivo dos rossoneri é a quantidade de gols sofridos em 2022 na Serie A. Em 18 rodadas disputadas, o time liderado por Pioli tomou apenas nove tentos e possui larga vantagem sobre os rivais, já que Inter e Napoli aparecem atrás com 17 gols levados neste ano.

Um dos responsáveis por esse excelente momento da defesa milanista é Maignan, que conseguiu fazer a torcida do clube esquecer rapidamente Gianluigi Donnarumma, atualmente no Paris Saint-Germain. Nas cinco principais ligas do continente europeu, o francês é o goleiro com a maior porcentagem de intervenções (78,79%).

Se analisarmos o setor ofensivo milanista, o principal destaque é Leão. O português de 22 anos de idade é o artilheiro da equipe, com 11 gols marcados, mesma marca estabelecida em uma mesma temporada por jogadores como Daniele Massaro (1993/94), George Weah (1995/96) e Pietro Paolo Virdis (1987/88).

Além de ter sido decisivo na frente do gol adversário, Leão auxiliou bastante seus companheiros de equipe, já que ele e Hernández são os jogadores milanistas que mais deram assistências na atual edição do campeonato, com seis passes decisivos. O português também pode se gabar por ser o atleta que mais finalizou (94) e acertou a meta dos rivais (36).

No banco de reservas, Pioli superou todas as dúvidas que surgiram no início da sua passagem e é um dos grandes arquitetos do bom momento do clube. O título da Serie A poderá colocá-lo para sempre na história do Milan, além da chance de se tornar o terceiro comandante mais velho a vencer um Scudetto pelos rossoneri. Aos 56 anos e 214 dias, o treinador parmigiano ficaria atrás de Lajos Czeizler (57 anos e 255 dias em 1950/51) e Nils Liedholm (56 anos e 217 anos em 1978/79).

SHARE