Sandro Tonali: o “vero” milanista que pode ser um dos heróis do título

Um dos principais símbolos da campanha do Milan, que está muito próximo de voltar a conquistar a Serie A, o meio-campista Sandro Tonali vem realizando uma consistente temporada e foi o herói da virada sobre o Hellas Verona no estádio Marcantonio Bentegodi.

O camisa número 8 do Milan, que completou 22 anos de idade exatamente no dia da vitória em cima do Verona, celebrou seu aniversário com valiosos três pontos para os rossoneri. Além disso, o jovem jogador anotou pela primeira vez na carreira dois gols em uma mesma partida, a popular “doppietta“.

A mágica semana de Tonali não parou por aí, pois o meio-campista ajudou sua equipe do coração a se aproximar ainda mais do Scudetto, que não aparece bordado na camisa do Milan há 11 anos. O ex-jogador do Brescia ainda foi bastante elogiado pelo lendário Franco Baresi, que reparou no “espírito milanista” presente no atleta.

Em sua segunda temporada pelo Milan, Tonali teve um início bastante complicado na capital da região da Lombardia, mas encontrou o próprio equilíbrio em um momento crucial. O polivalente meio-campista deixou as dúvidas de lado e progrediu, tanto que auxiliou a equipe com cinco gols e três assistências em 43 duelos disputados. O seu desempenho de gala em Verona foi apenas uma demonstração do que o atleta é capaz de fazer em um futuro próximo.

Os milanistas devem aproveitar o momento, pois estão diante de um jogador de personalidade, liderança e que domina a região do meio de campo, sem contar que pode se transformar em um grande ídolo. Rossonero desde criança, Tonali já recusou a rival Inter de Milão e até concordou em reduzir seu salário para auxiliar o Milan no período em que precisou ser resgatado do Brescia.

Em questões econômicas, Tonali foi comprado por cerca de 20 milhões de euros, mas atualmente é avaliado em pelo menos 50 milhões. No entanto, acredito que nenhum milanista vai querer vê-lo longe de Milão, já que o meio-campista tem uma identificação muito grande com o clube e pode fazer parte do quadro dos ídolos rossoneri. O perfil do atleta é tão visado que Roberto Mancini, técnico da Itália, pretende usar o camisa número 8 para ser um dos pivôs da futura geração da Azzurra.

O jogo contra o Verona foi uma vitória belíssima para nós e nossa torcida. Quando fiz o segundo gol, eu senti o que é ser milanista. Dei um presente, mas o Milan também me deu um, porque é uma noite que devemos lembrar“, comentou Tonali ao canal oficial do clube lombardo.

O Milan poderá voltar a vencer a principal divisão do futebol da Itália na próxima rodada contra a Atalanta, mas precisará derrotar o rival nerazzurro e torcer para a Internazionale tropeçar no duelo diante do Cagliari. Caso conquiste um ponto em Bergamo, o time rossonero só faturará o Scudetto se os sardos superarem a Beneamata.

Um Scudetto depois de mais de 10 anos será um feito importante para a trajetória de Tonali com a camisa do Milan. Independentemente do resultado final, o meio-campista está apenas no início da sua jornada e ainda poderá oferecer muito ao heptacampeão da Liga dos Campeões.

SHARE