Lazio decepciona em trazer reforços, mas acerta nas saídas

Para começar, nem de longe o que aconteceu na janela de transferências de janeiro era o que o torcedor da Lazio esperava. Muito se falava da contratação de pelo menos três reforços para o elenco, como supostamente Claudio Lotito havia prometido, porém desmentido pelo mesmo.

Por um lado, o laziale sentiu-se decepcionado pela falta de reforços, e com razão. No entanto, pelo outro lado, a saída de diversos jogadores não tão bem aprovados pela torcida já foi o bastante para alegrar muitos.

 

Saídas

Alessandro Rossi (atacante italiano de 25 anos) – foi emprestado ao Monopoli até o final da temporada.

Rossi não chegou a atuar pelo time profissional e vive sendo emprestado, assim como Sofian Kiyine, que atualmente está no Venezia.

 

Gonzalo Escalante (meia argentino de 28 anos) – foi emprestado ao Alavés, da Espanha, até o final da temporada.

Escalante chegou para reforçar o meio de campo na temporada 2020/21, proveniente do Eibar, porém acabou sendo inutilizado tanto por Inzaghi quanto pelo Sarri.

 

Jordan Lukaku (lateral-esquerdo belga de 27 anos) – deixou a Lazio e assinou com o Vicenza.

O irmão de Romelu Lukaku até parecia promissor, sendo bastante aproveitado nos anos de 2017 e 2018. Acontece que Jordan tem problemas físicos, sempre se lesionando e acima do peso. Deste modo, foi emprestado algumas vezes e ficou encostado na Lazio de agosto de 2021 até janeiro, quando saiu para o Vicenza.

 

Jony Rodríguez (meia espanhol de 30 anos) – foi emprestado ao Sporting Gijón, da Espanha, até o final da temporada.

Jony chegou para jogar na ala-esquerda em agosto de 2019, e foi por muitas vezes titular nas ausências de Lulić. Sua transferência do Málaga/ESP para a Lazio foi polêmica e rendeu algumas capas de jornais locais alegando calote por parte de Lotito. O espanhol só ficou por uma temporada e foi emprestado para o futebol de sua terra natal na temporada passada. Assim como Lukaku, ele estava encostado desde agosto e não foi inscrito para a Serie A.

 

Bobby Adekanye (atacante holandês de 22 anos) – foi emprestado ao Crotone até o final da temporada.

No caso do nigeriano naturalizado holandês, não havia tanta expectativa sobre ele, que pouco jogou quando chegou em 2019/20 e já foi emprestado para o Cádiz/ESP e o ADO Den Haag/HOL. Adekanye deixa a equipe novamente e provavelmente retornará em julho.

 

Denis Vavro (zagueiro eslovaco de 25 anos) – foi emprestado ao Copenhagen, da Dinamarca, até o final da temporada.

Indubitavelmente Vavro foi uma decepção para o laziale, até porque custou quase 10 milhões de euros e mal jogou. Quando jogou, não vingou e foi bastante criticado pela torcida. Contratado em 2019, Vavro esteve emprestado ao futebol espanhol na temporada passada e agora busca ser aproveitado na Dinamarca.

 

Riza Durmisi (lateral-esquerdo dinamarquês de 28 anos) – foi emprestado ao Sparta Rotterdam, da Holanda, até o final da temporada.

Não há muito o que dizer de Durmisi, que está na Lazio há vários anos e é mais um inutilizado pelos dois técnicos pelos quais foi treinado. O dinamarquês jogou pouco, também não convenceu e foi desaprovado por qualquer laziale. Durmisi também estava encostado e será emprestado mais uma vez, agora para o rival local do Feyenoord na procura de ganhar mais minutos em campo.

 

Vedat Muriqi (atacante kosovar de 27 anos) – foi emprestado ao Real Mallorca, da Espanha, até o final da temporada.

Por fim, não existe sombra de dúvida que Muriqi foi uma completa decepção. Há torcedores que afirmam sem medo de errar que o kosovar é um dos piores jogadores que passaram pela equipe da capital. Evidentemente isso varia de ponto de vista, mas ganha reforço considerando os quase 20 milhões de euros gastos no centroavante que só conseguiu marcar dois gols em dois anos e foi duramente criticado em absolutamente todas as suas atuações. A propósito, sua saída foi amplamente celebrada.

 

Entradas

Dimitrije Kamenović (zagueiro e lateral-esquerdo sérvio de 21 anos) – foi contratado do Cukaricki, da Sérvia.

Na verdade, Kamenović estava contratado desde julho de 2021, entretanto, por algumas questões de regulamento, não foi inscrito naquele momento e só pôde entrar nos planos de Maurizio Sarri agora.

 

Jovane Cabral (atacante cabo-verdiano de 23 anos) – foi contratado do Sporting, de Portugal, por empréstimo com opção de compra de 8 milhões de euros até o final da temporada.

Jovane foi o único reforço por assim dizer da janela de transferências de janeiro, e que foi contratado às pressas no deadline devido à pressão exercida sobre a diretoria da Lazio pela torcida exigindo um reforço. O jogador nascido em Cabo Verde já foi regularizado e está livre para atuar contra a Fiorentina no próximo dia 5.

Em números, oito saídas e duas entradas. Assim sendo, uma verdadeira enxugada no elenco, na qual dispensa apenas jogadores que não vingaram no clube romano.

De qualquer maneira, quem torce para a Lazio critica duramente o diretor Igli Tare por tantas contratações ruins, que não podem ser justificadas pela falta de dinheiro, considerando os 20 milhões no Muriqi, 10 no Vavro, 8 no Farès, 6 no Kamenović e por aí vai. Resta agora saber como Maurizio Sarri utilizará seus novos reforços e qual será o desfecho da temporada biancoceleste.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

SHARE