A Pokal das surpresas

Durante a última terça (18) e quarta-feira (19), rolaram as oitavas de final da DFB Pokal, também conhecida como Copa da Alemanha. Como em toda copa, essa é a chance de times menores se provarem e terem uma chance de avançar sobre times mais qualificados, já que se trata de confrontos de apenas 90 minutos. E foi exatamente isso que estamos vivenciando nesta Pokal das zebras.

Os classificados para as quartas de final são os seguintes: Hamburgo, St. Pauli, Freiburg, Karlsruher, Union Berlin, Bochum, RB Leipzig e Hannover 96. Dentre todas estas equipes, metade delas são da 2. Bundesliga (2ª divisão alemã), o que é mais uma prova do quão imprevisível essa copa vai se tornar a partir de agora. A última vez que ao menos quatro equipes de fora da 1ª divisão chegaram às quartas de final foi na temporada 03/04, onde Duisburg, Hoffenheim, Lübeck, Fürth e Alemannia Aachen foram as surpresas da vez.

Além das zebras que aconteceram nas oitavas de final, vale lembrar que equipes mais tradicionais já haviam deixado a competição antes mesmo desta fase. 

Começando pelo Wolfsburg, que foi eliminado na primeira fase da competição pelo Preußen Münster, mesmo após vencer por 2 a 0. Naquela ocasião, uma desatenção da equipe técnica fez com que a equipe fosse eliminada por desobedecer o regulamento e usar mais substituições do que eram permitidas. Também na primeira fase, o Eintracht Frankfurt caiu precocemente, dessa vez dentro de campo, após perder por 2 a 0 para o Waldhof Mannheim.

Na segunda fase foi a vez de Bayer Leverkusen e Bayern de Munique deixarem a competição de forma prematura. O primeiro foi eliminado pelo Karlsruher, da 2ª divisão e que está vivo até hoje na Pokal. O segundo, na maior surpresa desta edição, sofreu um contundente 5 a 0 para o Borussia M’gladbach e foi despachado pra casa.

Sem a equipe mais tradicional da Alemanha ainda nas oitavas de final, os olhares se voltaram para o Borussia Dortmund, atual campeão da Pokal e segunda maior força do país atualmente. Mas nem Haaland foi capaz de salvar seu time da Copa das zebras e ambos foram eliminados para o St. Pauli após a derrota por 2 a 1. Com isso, pela primeira vez depois de quatro anos, teremos um campeão diferente de Bayern e Dortmund. O último havia sido o Frankfurt, em 17/18, quando derrotou os bávaros por 3 a 1 na final.

Outro fato curioso que ajuda a configurar essa Pokal como a das surpresas é que todas as equipes grandes citadas acima foram eliminadas para times de divisões inferiores, com exceção do Bayern.

Voltando para as oitavas de final, não foi só o Dortmund que foi surpreendido. O outro time da cidade de Borussia, Gladbach, acabou sofrendo um contundente 3 a 0 para o Hannover, agravando ainda mais a atual crise vivida pelos ‘Potros’ e aumentando a pressão sobre Adi Hütter

Por fim, tivemos o Hamburgo avançando diante do Colônia nos pênaltis e o Bochum batendo o Mainz 05 por 3 a 1 como as zebras menos chamativas desta fase. 

Depois de todos os acontecimentos, podemos dizer que esta se tornou a Pokal mais imprevisível dos últimos anos. Com as grandes forças já fora de jogo, o equilíbrio se estabelece ainda mais e a reta final abre brecha para qualquer coisa acontecer. 

Dentre as equipes da elite (Bochum, RB Leipzig, Freiburg e Union Berlin), podemos dizer que nenhuma dessas está tão a frente da outra em questão de nível técnico apresentado dentro de campo até agora. O mais destacado deste grupo é o Bochum, que atualmente é o 11º colocado. Os outros estão brigando por vaga em competição europeia e colados na tabela. Union é o 5º, Freiburg 6º e Leipzig 7º.

O sorteio que nos mostrará os confrontos das quartas de final da Pokal acontece no domingo, dia 30 de janeiro.

SHARE