Dragowski: a ‘solução’ que virou um problema para a Fiorentina

Aos 24 anos de idade, Bartlomiej Dragowski se encontra em uma situação extremamente inusitada na Fiorentina. O goleiro polonês era titular indiscutível no inicío da temporada, mas vive um verdadeiro pesadelo nos últimos meses. Duas expulsões, uma lesão grave e, agora, a amargura do banco de reservas.

O que aconteceu com ele não é nada comum. Na verade, Dragowski foi um dos bons destaques da equipe nas últimas temporadas. A Viola não esteve nada bem nas duas edições mais recentes da Série A, mas muitas vezes se apoiou em seu jovem goleiro para sair de campo com resultados, digamos, menos piores…

Entretanto, a queda de prestígio e confiança do polonês é algo vertiginoso. Mesmo recuperado da lesão, ele acabaou sendo preterido pelo reserva Pietro Terracciano, um arqueiro decente, mas nada espetacular. Na última semana, contudo, Dragowski teve a chance de jogar bem pela Copa da Itália. Quem sabe, a partir de um desempenho satisfatório, ele não recuperasse a posição? Mas o que aconteceu ficou bem longe disso.

O polonês erros passes incríveis, expôs a defesa e, para terminar, acabou sendo expulso em uma jogada bizarra antes do intervalo. Para sorte dele, a Fiorentina avançou pelo Napoli, com um triunfo por 5 a 2 na prorrogação. Mas a falha tornou-se impoerdoável, e Dragowski retornou ao banco de suplentes.

O que será do futuro de Dragowski?

O camisa número 69 da Viola viu de camarote a goleada incrível, por 6 a 0, diante do Genoa. Mas tal situação não passou batida, ao menos pelo empresário do jogador de 24 anos. Mariusz Kulesza reclamou por ver seu atleta no banco e, inclusive, ameaçou uma transferência imediata de seu cliente.

“As coisas devem mudar o mais rápido possível. Drago é bom demais para ficar no banco”, disse o agente ao Firenzeviola.it. E de fato, ele era bom. Mas será que ‘Drago’ CONTINUA bom?

Dragowski fez jogos pela Viola em 2017 e 2018, mas foi a partir da temporada de 2019-20 que assumiu, de vez a titularidade do clube de Florença. Ainda muito jovem, o polonês impressionou com grandes defesas e qualidade para sair jogando com os pés. Alguns momentos de insegurança, é verdade, mas nada que comprometesse sua posição. A meta era um setor que não dava dores de cabeça ao torcedor da Fiorentina.

Tanto que, entre as temporadas, nenhum substituto foi sequer cogiado. Aliás, pelo contrário. A Viola freou investidas de outros equipes, como o Borussia Dortmund, pelo arqueiro. O importante era segurá-lo.

Com nota média de 6,95 na Série A de 2019-20, de acordo com o SofaScore, Dragowski ainda se notabilizou pelas defesas em penalidades (foram quatro em 18 cobranças entre 2019 e 2021 no torneio). Ou seja, era um goleiro jovem e explosivo, capaz de intervenções brilhantes — e que não falhava gravemente.

Uma temporada terrível

Isso, entretanto, mudou de forma abrupta nesta temporada. O goleiro polonês começou a falhar de maneira categórica. Logo no primeiro jogo da temporada, foi expulso contra a Roma. Um vermelho questionável, pois o arqueiro talvez nem tenha tocado no atacante. Mas a ação de sair da área e dar o carrinho em um lançamento que sequer ofereceria perigo foi algo problemático.

Enfim, acontece. Um erro pode ser perdoado. Tanto que Drago seguiu como titular, mas se machucou após somente sete rodadas da Série A. Uma lesão séria, na coxa, que tirou o goleiro de ação por dois meses.

Agora, era a hora do retorno. E ele acabou expulso novamente, em um lance tão patético e inexplicável quanto o da estreia da temporada. Pior. Poderia ter colocado a classificação da Fiorentina na Copa Itália em risco.

Será que dois erros serão perdoados? Parece bem difícil… No fim, Dragowski pode acabar pagando o preço por poucas falhas, de fato, mas em momentos completamente inadequados. É uma simples questão de timing. O tempo fora de ação contribui para um ‘esquecimento’ dos méritos do goleiro.

Eu, particularmente, acho que Dragowski é um bom goleiro. Um bom goleiro, mas em terrível momento. Também creio que seja uma fase contornável, mas, com o contrato do polonês se encerrando em 2023, já não sei se haverá solução. Ainda mais com a pressão que, agora, surge por parte do staff do jogador.

E você, o que faria com Dragowsi? Daria mais uma chance ou negociaria o goleiro? Diz aí!

SHARE