Metodologia: o maior reforço do Flamengo para 2022

Metodologia, palavra derivada de “método”, do Latim “methodus”. Em português claro, caminho ou via para a realização de algo. Ou seja: o processo que se percorre para atingir um determinado fim ou para se chegar ao conhecimento de algo. No Flamengo, um atalho para voltar a ser organizado, profissional e multicampeão.

A contratação do técnico Paulo Sousa representa muito mais do que uma simples troca de comando no futebol do Flamengo. Vai muito além da chegada de mais um português para tentar repetir a mágica era de Jorge Jesus. Significa a retomada do profissionalismo, do distanciamento do futebol sem método, sem processo. É a correção de seu próprio rumo.

Paulo Sousa chega ao Flamengo amparado por uma comissão técnica robusta, de excelência e multidisciplinar. Auxiliares, preparadores físicos e de goleiro, analista de desempenho, num total de seis profissionais que colocam, a serviço do Flamengo, uma filosofia própria de seu treinador, com embasamento, método, estudo. É a volta de um Departamento de Futebol unificado e sem “agregados”. Ganha o Flamengo.

Outro ponto fundamental para o torcedor se animar com a temporada que se aproxima: ela já começou. Contratado e com comissão técnica toda definida, Paulo Sousa se vê às voltas com questões burocráticas para sua mudança para o Brasil, mas já mergulhou no universo rubro-negro. E terá toda a pré-temporada à disposição para colocar suas ideias em prática.

Animado com o novo desafio, do qual fez questão de assumir, Paulo Sousa já vive intensamente o Flamengo, ainda que não conheça o Ninho, os jogadores e sequer esteja em terras tupiniquins. Depois de um ano de 2021 sofrível, sem grandes conquistas e flertando novamente com o amadorismo, o Rubro-Negro precisava justamente de um comandante estudioso, com equipe de primeira linha, que tivesse como premissa básica o trabalho, não somente o relacionamento de vestiário.

“…É hora de trabalharmos muito para dar alegrias, títulos e aproximarmos mais de 40 milhões de torcedores em torno do time. Jogaremos juntos. Saudações rubro-negras”, paulo sousa

Aliás, falando em vestiário, talvez resida justamente nesse aspecto um dos grandes desafios do técnico Paulo Sousa no comando do Flamengo. Ao chegar no Ninho, o novo Mister da Gávea vai encontrar um grupo extremamente qualificado, mas de certa forma acomodado por conquistas recentes. Motivar com base na excelência do trabalho diário é o foco. Talvez seja isso, inclusive, o que esse grupo inconscientemente necessite; ser desafiado, colocado em seu limite físico e técnico para voltar a ter aversão às derrotas.

Se vai dar certo ou não, só o tempo dirá. De cara, é possível dizer que Paulo Sousa e sua comissão têm potencial para realizar um belo trabalho no Flamengo, extraindo o que há de melhor de um ótimo elenco. Para tanto, o novo futebol do Clube vai precisar de entrega, autonomia e apoio. O que passou, passou. Chegou a hora de escrever uma nova história, sem bravatas, sem oba-oba, sem “viuvez”. Apenas com trabalho, muito trabalho.

SHARE