Inter faz grande partida e vence o Napoli em jogo de cinco gols

Em um campeonato de 38 rodadas, vence quem for mais regular e que sabe jogar partidas difíceis. As vezes a pressão de conquistar um campeonato que não vem há mais de 30 anos pode prejudicar em partidas difíceis. De fato após ver o Milan perder para a Fiorentina e depender somente de si para disparar no campeonato, trouxeram uma afobação para os napolitanos que neste domingo sofreram a sua primeira derrota no campeonato. Apesar dos 3 a 2, vimos em 80 minutos um Napoli dominado e recuado enquanto no restante do tempo que teve de jogo foi o time que costumamos ver ao longo desta temporada.

Primeiro tempo: Inter dominante e vira vira

A Inter começou a partida pressionando o Napoli enquanto os visitantes tentavam apertar a saída de bola. Com Dzeko no banco, Correa jogava ao lado de Lautaro Martínez no ataque Nerazzurri. A ideia era trazer velocidade ofensiva e forçar erros napolitanos.

Com uma posse de bola entre os 62 e 66% era muito difícil ver o Napoli passar do meio-campo, pois a cada passe trocado tinham dois jogadores interistas na espreita dando o bote na hora certa. Ambos os times estavam nervosos e as faltas eram constantes, sobrando muitos cartões amarelos na partida, sendo três para o Napoli com destaque para a dupla de zaga Koulibaly e Rrahmani e Osimhen.

De fato parecia que os líderes da Serie A não estavam em campo. Pela primeira vez na competição, Ospina apareceu mais que qualquer jogador Partenopei na primeira etapa.

O Napoli chegou a abrir o placar com um lindo gol de Zielinski, após belo passe de Insigne em que o polonês dominou e chutou praticamente no ângulo do goleiro Handanovič, aos 17 minutos. O gol foi o único feito ofensivo do Napoli que durante todo o primeiro tempo só assistiu a Inter jogar.

Não deu muito tempo para comemorar pois o VAR marcaria um pênalti para os donos da casa após a bola bater na mão de Koulibaly. O turco Çalhanoglu empatou a partida com 25 minutos.

A virada era questão de tempo já que os visitantes pareciam atordoados em campo. Além da pressão Nerazzurri o fato de ter os dois zagueiros amarelados facilitava a chegava da Inter que tinha espaços de sobra para finalizar. Em uma boa cobrança de escanteio de Çalhanoglu, Perisič cabeceou forte e Ospina defendeu porém dentro do gol, sendo confirmado graças ao relógio do árbitro que apitou afirmando que a bola entrou.

Foi de fato um primeiro tempo horrível do Napoli e um maravilhoso por parte da Inter que soube se impor e usar a velocidade ao seu favor para apertar a marcação e encontrar espaços para finalizar. Osimhen sozinho no ataque devido a incrível marcação interista não conseguia fazer nada. O rápido time napolitano foi totalmente controlado por um time bem organizado ao longo dos 45 minutos iniciais.

Segundo tempo emocionante

O segundo tempo começou da mesma forma que terminou o primeiro tempo, com a Inter dominando o Napoli que jogava totalmente abaixo do esperado, sofrendo muita pressão e Ospina aparecendo para salvar. Não era uma noite para os comandados de Spalletti e quando começaram a aparecer já partida veio a principal baixa do time. Osimhen precisou sair de campo depois de um choque de cabeça com Skriniar. Petagna entrou no lugar do nigeriano mas nada pôde fazer diante de uma marcação impressionante.

Somando todos os jogos (amistosos, Liga Europa e Serie A) esta foi a pior partida do Napoli na temporada e a melhor da Inter que fez um jogo extremamente sólido diante de um time perdido em campo.

O terceiro gol Nerazzurri veio aos 61 minutos depois de um rápido contra-ataque argentino em que Correa fez linda arrancada e bom passe para Lautaro Martínez dominar e finalizar no cantinho de Ospina.

Insigne e Lozano estavam muito abaixo do esperado e foram substituídos por Elmas e Mertens. A entrada do belga trouxe uma nova esperança para o time visitante que pressionou mais a defesa da Inter, adiantando a marcação, tudo que os Partenopei precisavam para chegar ao ataque.

Aos 78 minutos, Koulibaly apareceu no ataque roubando a bola e deixando para Mertens que teve espaço para ajeitar e bater colocado marcando um golaço, um tento que traria ânimo aos napolitanos na reta final da partida.

Sempre que dois times fortes entram em campo a disputa de bola é intensa mas hoje foi exagerada. Tivemos dois choques fortes de cabeça sendo o último entre Ospina e Dzeko que resultou em ambos com a cabeça enfaixada. A vontade de vencer dos times era grande e quem ganhou com isso foram os amantes do futebol italiano que viram dois times buscando a vitória em uma partida intensa. Aos 91 minutos Handanovič fez um verdadeiro milagre, salvando a Inter do empate ao defender uma fortíssima cabeçada de Mario Rui após ótimo cruzamento de Elmas.

A pressão final Partenopea não foi o suficiente para o empate. No penúltimo minuto da partida, Anguissa cruzou e Mertens sozinho perdeu um gol incrível e que era merecedor devido a ótima reta final que apresentou na partida.

Foi o melhor jogo do campeonato em que venceu o time que soube errar menos na partida. A Inter mereceu a vitória pelo o que fez em todo o jogo. Já os napolitanos poderiam ter empatado o jogo depois de jogar infinitamente melhor que o adversário nos acréscimos.

Resta saber como os jogadores vão reagir após perder a sua primeira partida na Serie A e também como Spalletti vai montar a equipe para os momentos difíceis como foi na reta final de hoje em que o time jogou muito bem diferentemente do que apresentou ao longo de toda a partida.

Já a Inter de Milão ganha um renovo para o andamento da temporada e dá sinais de que vai chegar firme para brigar pelo scudetto.

Standings provided by SofaScore LiveScore

SHARE