Com “Derby d’Italia” e Roma vs Napoli, Serie A entra na 9ª rodada

A nona rodada da Serie A começa a partir desta sexta-feira (22) e promete acelerar os corações dos torcedores dos 20 clubes do campeonato. Entre os destaques da jornada está o líder Napoli, que vai até a capital italiana enfrentar a Roma, já Internazionale e Juventus protagonizarão o tradicional “Derby d’Italia” no San Siro, em Milão.

No Estádio Luigi Ferraris, em Gênova, os desesperados Sampdoria e Spezia disputarão um clássico regional da Ligúria. A rodada ainda terá Atalanta encarando a Udinese, o Milan medindo forças com o Bologna e a Lazio visitando o Hellas Verona.

A principal divisão do futebol italiano retoma suas atividades com os napolitanos na ponta da tabela, que possuem 100% de aproveitamento e somam 24 pontos, apenas dois de vantagem do vice-colocado Milan e sete da terceira Inter. As equipes da Roma, da Lazio e da Atalanta completam o grupo dos seis primeiros posicionados.

Os times do Genoa, do Cagliari e da Salernitana abrem a rodada na zona do rebaixamento, mas equipes como Spezia e Sampdoria podem acabar entrando na parte perigosa da tabela dependendo dos próximos resultados.

Torino x Genoa – 22/10, 13h30 (horário de Brasília)

Torino e Genoa vão entrar em campo em Turim, na região do Piemonte, com o objetivo de colocarem um ponto final em uma longa série de resultados ruins. O time granata não sabe o que é conquistar três pontos há quatro jogos, já o rossoblù passou as últimas cinco rodadas na seca.

Tirando a goleada por 4 a 0 em cima da Salernitana, o Torino é um clube que se acertou sob o comando do croata Ivan Juric, mas tem dificuldades em balançar as redes adversárias. O centroavante Andrea Belotti, que vem se recuperando gradativamente de uma torção no tornozelo, pode até começar o jogo como titular, mas não é descartada a hipótese de Antonio Sanabria ganhar uma nova chance na frente.

Os piemonteses precisam também prestar mais atenção no setor defensivo, principalmente nos instantes finais das partidas, pois o Torino perdeu pontos preciosos em três rodadas por levar gols nos últimos 10 minutos, como aconteceu contra Juventus, Lazio e Napoli.

Com somente um resultado positivo na liga, o Genoa soma seis pontos e abre a zona do rebaixamento, estando atrás da rival Sampdoria pelo saldo de gols. Apesar do heroico empate contra o Sassuolo, os genoveses precisarão corrigir o setor defensivo e manter as boas atuações do ataque, que é liderado pelo experiente Mattia Destro.

Nos registros históricos, o Torino tem uma grande vantagem sobre o Genoa, já que os piemonteses não são derrotados pelo rival rossoblù há oito jogos.

Sampdoria x Spezia – 22/10, 15h45 (horário de Brasília)

Os times da Sampdoria e do Spezia protagonizarão um raro clássico regional no Estádio Luigi Ferraris, em Gênova, que aconteceu somente duas vezes na história da Serie A. A campeã italiana da temporada 1990/91 nunca venceu os bianconeri na elite do futebol do país, tendo registrado um empate e uma derrota.

As duas equipes estão unidas na luta contra a zona do rebaixamento. Um tropeço e uma vitória do Genoa ou do Cagliari será o suficiente para um dos clubes fechar a rodada na indesejada parte vermelha da classificação.

O bastidor da equipe genovesa não está em um momento tão bom, tanto que um grupo de 20 torcedores da Sampdoria compareceu ao treinamento do time para cobrar o elenco por melhores resultados. Apesar do protesto ter acontecido de maneira pacífica, deixa o alerta do clube ligado.

Os blucerchiati receberão o Spezia sem os escandinavos Mikkel Damsgaard e Morten Thorsby, o que pode fazer o técnico Roberto D’Aversa mudar novamente o esquema tático dos donos da casa. Os genoveses também não contarão com Albin Ekdal, Mohamed Ihattaren e Ronaldo Vieira

O ítalo-brasileiro Thiago Motta, técnico dos aquilotti, admitiu que Spezia e Sampdoria “estão em dificuldades”. Embora esteja pressionado no cargo, o ex-meio-campista recebeu a boa notícia que Simone Bastoni estará disponível para o derby, já que as autoridades esportivas da Itália aceitaram o apelo dos bianconeri para reduzir a suspensão do jogador. Aimar Sher, que fraturou o braço durante os treinos, é a principal ausência.

Salernitana x Empoli – 23/10, 10h (horário de Brasília)

A lanterna Salernitana demitiu Fabrizio Castori e resolveu apostar em Stefano Colantuono para tentar tirar o clube da zona do rebaixamento do Campeonato Italiano. O time da cidade de Salerno busca sua segunda vitória em casa para apagar de vez da memória a dura derrota contra o Spezia.

O início do trabalho de Colantuono não está sendo muito simples, já que o novo comandante terá ao menos cinco desfalques  para seu primeiro desafio, como Mamadou Coulibaly, Luka Bogdan, Leonardo Capezzi e Matteo Ruggeri. Outras três peças, entre elas o meio-campista Joel Obi, são dúvidas para o confronto de sábado (23).

Com nove pontos conquistados, o Empoli teve um início de temporada animador sob a batuta de Aurelio Andreazzoli, mas a derrota por 4 a 1 diante da Atalanta deixou o clube toscano em alerta. Os atuais campeões da Serie B já surpreenderam Bologna, Juventus e Cagliari.

Salernitana e Empoli se encontraram apenas duas vezes na elite do Campeonato Italiano e os azzurri nunca bateram o rival granata. O clube de Salerno, contudo, registra um empate e uma vitória.

Sassuolo x Venezia – 23/10, 13h (horário de Brasília)

Pela primeira vez na história, as equipes do Sassuolo e do Venezia vão se enfrentar pela Serie A. Vale destacar que ambos os clube também nunca se encontraram na Serie B e na Copa da Itália. O duelo mais recente entre os dois aconteceu em 2008, pelo grupo A da terceira divisão, com os lagunari vencendo por 2 a 0.

O início de temporada dos neroverdi não é nada animador, já que conquistou somente oito pontos e ocupa a 15ª colocação. No entanto, a equipe comandada por Alessio Dionisi pode corrigir a situação e animar o ambiente do elenco se bater o recém-promovido Venezia dentro de casa.

Ao contrário do Sassuolo, que somou pontos em apenas duas das últimas cinco rodadas, o Venezia tem demonstrado mais consistência em seus mais recentes jogos. Essa crescente dos arancioneroverdi pode representar um grande perigo para o inconsistente rival da Emilia-Romagna.

Dennis Johnsen, que renovou seu contrato na última quinta-feira (21), não estará disponível para o técnico Paolo Zanetti. Contudo, o comandante terá em mãos os eficientes Mattia Aramu e Thomas Henry, protagonistas da vitória por 1 a 0 em cima da Fiorentina.

Bologna x Milan – 23/10, 15h45 (horário de Brasília)

Sem perder no campeonato, o Milan viajará até a cidade de Bolonha, na região da Emilia-Romagna, para desafiar o perigoso e ofensivo Bologna, que teve um bom início de temporada apesar dos “apagões” contra Inter e Empoli. Com 22 pontos, os rossoneri vão torcer por um tropeço do líder Napoli para tentar concluir a nona rodada na ponta da tabela.

Os comandados de Stefano Pioli terão pela frente um rossoblù que se adaptou a um novo esquema tático e cresceu nas últimas duas rodadas, com destaque para a vitória em cima da Lazio. Os bolonheses evoluíram defensivamente, mas ainda desperdiçam muitas chances de gols, como aconteceu no empate diante da Udinese.

Entre as novidades do Bologna, o chileno Gary Medel deverá atuar como volante no lugar do lesionado Nicolás Domínguez, com o britânico Luis Binks ganhando uma nova chance no trio defensivo do rossoblù. Pelo lado do Milan, Theo Hernández e Brahim Díaz seguem positivos para a Covid-19 e não entrarão em campo.

O marfinense Franck Kessié, o croata Ante Rebic e o atacante Pietro Pellegri são outros desfalques para Pioli. A boa notícia é que o centroavante Zlatan Ibrahimovic tem uma pequena chance de começar jogando no sábado (23).

Campeões italianos, os confrontos entre Milan e Bologna na Serie A são bem recorrentes. No entanto, os emilianos conquistaram somente um ponto nos últimos 11 duelos contra o rival lombardo. A última vez que os bolonheses derrotaram os rossoneri no Estádio Renato Dall’Ara foi na temporada 2001/02.

Atalanta x Udinese – 24/10, 7h30 (horário de Brasília)

A Atalanta chegará para o confronto diante da Udinese pouquíssimo tempo depois da dolorosa derrota contra o Manchester United, pela Liga dos Campeões. Apesar do resultado nada agradável no torneio continental, os comandados de Gian Piero Gasperini conseguiram melhorar o desempenho na Serie A e saem como favoritos para o duelo de domingo (24).

Nas últimas cinco rodadas Campeonato Italiano, a Dea conquistou três resultados positivos e irá em busca do quarto em Bergamo. A Atalanta não deverá contar com o zagueiro Merih Demiral, que sofreu uma lesão muscular no Old Trafford e aparece como dúvida para o confronto diante dos bianconeri. Em decorrência do problema do turco, os nerazzurri poderão jogar com uma linha de quatro defensores.

Pelo lado da Udinese, a situação não é muito boa para a equipe de Luca Gotti, que não vence há cinco rodadas. O time friuliano escapou por muito pouco de uma derrota contra o Bologna, já que os emilianos desperdiçaram diversas chances de gols. Caso repita o desempenho, a Dea não deverá repetir os mesmos erros do heptacampeão italiano.

A Atalanta está invicta há sete jogos contra a Udinese, tendo vencido seis e empatado um. Os bergamascos bateram os bianconeri nos quatro encontros mais recentes no Gewiss Stadium.

Fiorentina x Cagliari – 24/10, 10h (horário de Brasília)

Depois de um início de temporada arrasador, a Fiorentina colocou o pé no freio depois das duas derrotas consecutivas contra Venezia e Napoli. Na nona colocação da Serie A, a Viola terá pela frente o Cagliari, que está na zona do rebaixamento, mas vem de uma importante vitória diante da Sampdoria.

Além de Riccardo Sottil, que foi expulso na rodada passada, o técnico Vincenzo Italiano deverá lidar com as ausências do chileno Erick Pulgar e do russo Aleksandr Kokorin. O goleiro Bartolmiej Dragowski começou um trabalho de reabilitação, mas segue como dúvida. Gaetano Castrovilli, por sua vez, voltou a treinar com o restante do grupo.

A vitória sobre a Sampdoria aumentou os ânimos na região da Sardenha e pode encorajar o Cagliari no duelo contra a Fiorentina, no Estádio Artemio Franchi. Apesar do confronto não ser simples, uma vitória poderá tirar o rossoblù da parte vermelha da classificação. O experiente técnico Walter Mazzarri apostará suas fichas em Keita Baldé e no brasileiro João Pedro.

Nos registros históricos, a Viola mostra um pouco de dificuldade em derrotar o Cagliari em Florença. Nos últimos nove jogos no Artemio Franchi, a Fiorentina conquistou somente três resultados positivos.

Hellas Verona x Lazio – 24/10, 10h (horário de Brasília)

Recuperada da surpreendente derrota contra o Bologna, a Lazio quebrou a invencibilidade da Inter de Milão na rodada passada e chega para o confronto diante do Verona com bastante moral. Contudo, os comandados de Maurizio Sarri terão a missão de frear o bom momento vivido pelo gialloblù.

Nas últimas cinco rodadas, o Verona anotou 14 gols, com destaque para a goleada por 4 a 0 em cima do Spezia, mas o sistema defensivo não está conseguindo impedir a alta quantidade de tentos levados, que foram 10.

O clube da capital deverá explorar essa deficiência do Verona, mas os defensores da Lazio precisarão tomar cuidado com as boas fases dos centroavantes Nikola Kalinic e Gianluca Caprari.

Um dos objetivos do Verona é quebrar melhorar um retrospecto bem ruim contra o rival da capital. Nos últimos 11 jogos diante da Lazio, o gialloblù conquistou somente uma vitória, além de três empates e sete derrotas.

Roma x Napoli – 24/10, 13h (horário de Brasília)

Após ser humilhada pelo Bodo/Glimt na Liga Europa, a Roma voltará aos gramados diante do Napoli, primeiro colocado do campeonato e que está com 100% de aproveitamento. Os comandados do português José Mourinho precisarão mostrar muito serviço para sair do Estádio Olímpico com os três pontos na conta.

Diante de um dos maiores vexames da sua história, os giallorossi entrarão em campo contra um Napoli muito bem organizado pelo técnico Luciano Spalletti, que não sofreu nenhuma derrota na Serie A. Na Europa League, os azzurri golearam os poloneses do Legia Varsóvia.

Apesar do Napoli enfrentar uma Roma extremamente ferida em função da goleada sofrida na Noruega, o atual líder do campeonato não deverá ter vida fácil. No domingo (24), os napolitanos deverão atuar sem o grego Kostas Manolas, que saiu com um problema física no jogo passado.

Nas estatísticas, os azzurri levam uma pequena vantagem em cima do rival da capital, já que o Napoli derrotou a Roma nos últimos três jogos disputados entre os dois tradicionais clubes.

Inter x Juventus – 24/10, 15h45 (horário de Brasília)

No duelo mais aguardado da nona rodada da Serie A, Internazionale e Juventus se encontrarão no San Siro, em Milão, para protagonizar mais uma edição do famoso “Derby d’Italia“. Na oportunidade, vão estar em campo 55 títulos do Campeonato Italiano e cinco Champions League.

O técnico Massimiliano Allegri, da Velha Senhora, terá grande parte do seu elenco disponível para o clássico. O argentino Paulo Dybala, fora de combate desde 26 de setembro em virtude de um problema muscular, poderá voltar contra a Internazionale, mas deverá começar o duelo no banco de reservas.

Giorgio Chiellini e Juan Cuadrado descansaram na partida contra o Zenit, pela Liga dos Campeões, indicando que a dupla poderá ser titular no San Siro. O único desfalque bianconero é o meio-campista francês Adrien Rabiot, que segue positivo para o novo coronavírus.

Em festa pela primeira vitória na Champions, a Inter entrará em campo motivada para tentar bater a rival de Turim. Para o “Derby d’Italia“, o treinador Simone Inzaghi precisará corrigir alguns detalhes, como a quantidade de gols perdidos pelo setor ofensivo dos nerazzurri.

A Internazionale concede muita posse de bola e as recorrentes chances de marcar desperdiçadas podem castigar os lombardos. O centroavante Edin Dzeko, principal referência do ataque interista, até admitiu depois do jogo contra o Sheriff Tiraspol que perde gols fáceis em algumas ocasiões. Uma boa pontaria será providencial para os atuais campeões deixarem o San Siro com mais uma vitória.

Com a enfermaria vazia, a Internazionale vai a campo com o que tem de melhor em seu plantel. O turco Hakan Çalhanoglu deverá marcar presença no meio e Inzaghi precisará tomar algumas decisões importantes em relação aos jogadores que começarão o clássico nos lados esquerdo (Ivan Perisic ou Federico Dimarco) e direito (Matteo Darmian ou Denzel Dumfries).

A Inter de Milão é o time que a Juventus mais venceu na Serie A, com 85 vitórias. No retrospecto, a Velha Senhora ainda registra 44 empates e 47 derrotas. Entre outros dados curiosos deste lendário clássico, os nerazzurri bateram os bianconeri na temporada passada no San Siro e podem derrotar a rival em casa pela segunda vez consecutiva depois de mais de 10 anos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

SHARE