Ricciardo sobre vitória em Monza: “Passei pelos dias mais desafiadores da carreira”

No último domingo, no GP de Monza de Fórmula 1 2022, o australiano Daniel Ricciardo conquistou sua oitava vitória na categoria e a primeira da McLaren em quase nove anos. A última vitória da histórica equipe britânica havia sido no Brasil, em 2012, com Jenson Button. Além da vitória de Daniel Ricciardo, Lando Norris foi o segundo colocado, completando a dobradinha da equipe.

A McLaren se mostrou sensata e sensível em suas decisões durante a corrida, principalmente na parte final, quando Norris pediu para atacar Ricciardo, mas teve seu pedido negado, priorizando o australiano. Mas por quê?

Em entrevista à repórter Mariana Becker, da Band, após a corrida, Ricciardo declarou que viveu “os momentos mais desafiadores de sua carreira”. De fato, Daniel Ricciardo não brilhou mais desde que deixou a Red Bull em 2019 para se juntar à Renault. Após duas temporadas ruins no time francês, o piloto optou por se mudar para a McLaren e o começo também não foi fácil.

O jovem e já adaptado Lando Norris já havia conquistado três pódios na temporada, aumentando ainda mais a pressão sobre Ricciardo. A resposta veio no fim de semana em Monza, onde Daniel largou em segundo e se aproveitou das falhas de Verstappen e Hamilton para conquistar a vitória, mostrando toda sua categoria.

Para Norris, conquistar sua primeira vitória na Fórmula 1 seria importante, mas para Ricciardo era vital. O experiente piloto precisava recuperar sua confiança e agora poderá entregar melhores resultados, uma vez que tirou o peso das costas.

A McLaren, com a dobradinha em Monza, confirma a boa fase e recupera o protagonismo na categoria, perdido há tanto tempo.

SHARE