Em jogo amarrado, Chelsea supera Zenit com gol de Lukaku

Nesta terça-feira (14), os atuais campeões voltaram a disputar a UEFA Champions League. Jogando em Stamford Bridge, o Chelsea recebeu o Zenit pela primeira rodada do grupo H.

Recheado de brasileiros, a proposta do Zenit foi defensiva, e funcionou até os 69 minutos, quando Romelu Lukaku marcou o gol que definiu o placar a favor dos atuais campeões.

Homenagens antes do jogo

Antes do apito inicial, o presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, entregou premiações conquistadas pelos jogadores na última temporada: Édouard Mendy – Melhor Goleiro; N’Golo Kanté – Melhor Meia; Jorginho – Melhor Jogador da Europa. Também premiou Thomas Tuchel, o Melhor Treinador em 2020/21.

https://twitter.com/ChelseaFC/status/1437857616022093828/photo/1

Além disso, a torcida do Chelsea fez muita festa para recepcionar os atuais campeões da competição. Vale lembrar que Stamford Bridge não recebia os fãs pela UEFA Champions League desde fevereiro de 2020.

Primeiro tempo esquecível

A tônica da primeira etapa foi Chelsea com a bola e Zenit fechando espaços. Os Blues tiveram a posse por 64% do tempo, porém, sem nenhuma finalização na direção do gol. A defesa prevaleceu.

O problema, é que o Zenit não conseguia oferecer nada além disso. Não conseguia sair em contra ataques, mesmo contando com um Claudinho acesso e com vontade de jogo. O meia brasileiro jogava aberto pelo lado esquerdo, conseguiu bons dribles e passes, mas sozinho não podia oferecer perigo à defesa inglesa. Seu companheiro Malcom não fez bom jogo.

Foram 45 minutos tão sem inspiração, que a televisão não conseguiu separar finalizações para montar os “melhores momentos” da partida.

Um segundo tempo mais vivo

A conversa no intervalo fez bem ao Chelsea. A proposta de encontrar Lukaku predominava, mas algumas finalizações começaram a aparecer nos minutos iniciais da segunda etapa.

O domínio dos ingleses se fez valer aos 69 minutos, quando Azpilicueta fez um excelente cruzamento para Romelu Lukaku, que subiu mais que a defesa para cabecear no canto direito do goleiro.

O belga mostrou para que foi contratado. Achou o caminho das redes em uma partida amarrada, que precisava de um lance inspirado do definidor para definir o vencedor.

A grande chance dos visitantes aconteceu aos 79 minutos. Contra-ataque e cruzamento rasteiro para Dzyuba, que se esticou mas mandou a bola ao lado do gol.

Portanto, em um jogo amarrado, venceu quem mais tentou. O Chelsea conseguiu a primeira vitória no grupo com um gol marcado por Lukaku, que segue com uma média de um gol por partida desde que chegou aos Blues.

Ficha do jogo

Ocasião: Chelsea vs. Zenit

Local: Estádio Stamford Bridge, Londres

Árbitro: Bartosz Frankowski (POL)

Escalações: CHELSEA (3-4-2-1): Mendy; Azpilicueta (T.Silva), Christensen, Rudiger; James, Jorginho, Kovacic, Alonso (Chilwell); Mount (L.Cheek), Ziyech (Havertz); Lukaku; Tec.: Thomas Tuchel.

ZENIT (5-4-1): Kritsyuk; Sutormin, Barrios, Christyakov, Rakitiskiy (Krugovoy), D.Santos; Malcom (Dzyuba), Wendel (Erokhin), Kuzyaev (Kravtsov), Claudinho (Mostovoy); Azmoun; Tec.: Sergej Semak.

Gol: Romelu Lukaku, 69′

Cartões Amarelos: Azpilicueta (45′) e Rakitskiy (62′).

 

 

 

 

SHARE