Lewandowski: raio-x de uma máquina de gols e de recordes

Robert Lewandowski. O nome do polonês já dispensa apresentações e carrega junto dele um sinônimo de gols. Mas agora, além de suas incontáveis bolas na rede, Lewa também está se tornando um colecionador de recordes e estatísticas. 

O camisa 9 da Baviera sempre foi conhecido por seus gols desde a época de Borussia Dortmund, contudo parece estar se aperfeiçoando cada vez mais no que faz e conforme o tempo passa, vai atingindo números que chocam o mundo.

É sabido também que o polonês só atingiu maior notoriedade mundial após a temporada 19/20, onde foi o artilheiro e venceu as três competições que jogou (Bundesliga, Pokal e Champions League), fez sua época europeia mais goleadora com 55 gols, foi eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA e contou com um super coletivo do Bayern de Munique para potencializá-lo.

Entretanto, apesar de ter vivido seu auge ali, Lewa vem anotando mais de 40 gols por temporada desde os tempos de Guardiola na Alemanha, em 15/16. Além disso, foi o artilheiro da Bundesliga seis vezes, uma delas ainda em Dortmund, e frequenta o top 3 de artilharia da liga desde a temporada 11/12.

Portanto, não é de hoje que conhecemos essa insaciável sede de gol de Lewandowski. E agora, acrescido a isso, estamos vendo diante dos nossos olhos uma máquina de quebrar recordes.

“RIVALIDADE” COM GERD MÜLLER

O ex-centroavante alemão, Gerd Müller, impôs inúmeras marcas e estatísticas na década de 70 quando brilhou também pelo Bayern de Munique. Müller foi tão lendário que é considerado um dos maiores nomes de seu país e o melhor da posição em toda a história nacional da grande Seleção Alemã. Seus números e feitos sempre se destacaram dos outros e pareciam inatingíveis. 

Mas não para Lewandowski. Na temporada passada (20/21), bateu um dos maiores recordes do alemão ao marcar 41 gols em uma única edição de Bundesliga. Lembrando que até Lewa bater esse número, o topo dessa lista era todo ocupado por Müller. Marcou 40 gols em 71/72, 38 gols em 69/70 e 36 gols em 72/73.

Mas o polonês não quer parar por aí porque ainda persegue algumas importantes estatísticas do alemão, como por exemplo a artilharia máxima da história da Bundesliga. Gerd tem 365 gols, Lewa tem 282 e contando. Com sua média atual, é mais um recorde possível para se alcançar.

Além disso, Müller foi artilheiro de sete edições de Bundesliga e Lewa já tem seis em sua conta. Já assumiu a ponta pela briga na atual edição e pode igualar esse feito ainda em 21/22.

Por fim, ainda há uma marca que o camisa 9 pode bater em três jogos. No último sábado (28), Lewandowski marcou gol(s) pela 13ª partida seguida na Bundesliga. Já bateu seu próprio recorde (12 jogos seguidos), e agora visa, novamente, o de Gerd Müller, que é de 16 partidas seguidas balançando as redes.

A PARTIDA DOS GRANDES FEITOS

Além de ter batido essa estatística citada acima na última partida, Lewa também anotou outros números que chamaram atenção. 

Ultrapassou seu rival direto, Haaland, e assumiu o topo da artilharia da atual edição da Bundesliga com cinco gols; marcou seu gol 300 (e 301) pelo Bayern e coroou a atuação com mais um hat-trick.

O QUE EXPLICA TAMANHA DOMINÂNCIA?

Os diversos recordes citados nesse texto só nos mostram o domínio que o polonês tem no território alemão em tanto tempo. Mas quais os motivos de estatísticas tão assustadoras?

Alguns ainda minimizam seus feitos dizendo que a liga em que atua é fraca. Porém, a realidade é que estamos diante de um dos grandes centroavantes da história do futebol mundial. E vale ressaltar que a Bundesliga é muito subvalorizada hoje em dia, muito por conta de tudo o que Lewandowski e o Bayern fizeram nos últimos anos. O nível atingido de ambos é tão elevado, que seus (bons) adversários acabam sendo minimizados devido a tamanha qualidade.

Durante seu período na Alemanha, Lewa rivalizou com diversos nomes pelo canhão de artilharia. Mandzukic, Reus, Aubameyang, Werner, Paco Alcácer, Haaland e até mesmo seus próprios companheiros de time, como Robben e Thomas Müller. E mesmo diante desta lista tão estrelada, ele foi capaz de superar todos. 

Então, se Lewandowski conseguiu ser tão resiliente durante a década e foi capaz de se sobrepor a nomes como esses atuando na mesma liga, é difícil crer que apenas o fator da ‘liga enfraquecida” é o suficiente para explicar seus feitos. E, além disso, só de ter criado uma “rivalidade” com os números de Gerd Müller nos dá uma noção do grande atacante que estamos vendo.

Robert Lewandowski é um jogador acima da média e as provas estão em todos os cantos. Atuou por toda uma década no mais alto nível e foi coroado ao fim dela com o prêmio de melhor jogador do mundo. Quando achávamos o polonês diferenciado “apenas” por sua enorme capacidade goleadora, ele nos mostrou que, além disso, é um jogador capaz de colecionar recordes, participar de mais fases do jogo e parece se lapidar e aperfeiçoar cada vez mais. Já era ótimo e agora tornou-se brilhante. Além do faro de gol, sua resiliência é uma de suas mais louváveis características. Cada vez mais letal, cada vez mais goleador, cada vez mais influente e cada vez mais Lewandowski!

SHARE