Tóquio 2020: Brasil e Espanha decidem os Jogos Olímpicos no futebol masculino

Nesta terça-feira (3), aconteceram as semifinais do futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Primeiramente, Brasil e México entraram em campo na cidade de Kashima, que terminou com a classificação brasileira nos pênaltis, depois de empate por 0 x 0. Ainda, a seleção espanhola conseguiu a vaga na final olímpica, ao derrotar o Japão, por 1 x 0 na prorrogação. Dessa forma, Brasil e Espanha decidem a medalha de ouro, enquanto México e Japão brigam pelo bronze.

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 – Futebol Masculino – Semifinais

México 0 x 0 Brasil (1-4 nos pênaltis)

Semifinais de Jogos Olímpicos são partidas muito tensas. Em um jogo, os atletas estão da disputa de uma medalha de ouro, ou de um bronze. Dessa forma, Brasil e México fizeram um jogo bastante truncado, com muita marcação e faltas. A partida era uma reedição da final de Londres em 2012. Os mexicanos começaram levando perigo aos oito minutos com Martín, mas a bola foi para fora. Na sequência, os comandados de André Jardine tiveram duas chances para abrir o placar, com Guilherme Arana e Daniel Alves, mas sem sucesso. O primeiro tempo ainda reservou um pênalti aos brasileiros, anulado pelo VAR e uma linda defesa de Santos, mas ficou em 0 x 0.

A segunda etapa teve muitas faltas, um jogo mais pegado no meio-campo, com muita vontade, e pouca criatividade das duas equipes. Sendo assim, André Jardine promoveu mudanças, como a entrada de Martinelli. O brasileiro que atua no Arsenal fez uma boa partida, mas não conseguiu bater o goleiro Ochoa. Nem Richarlison, que aos 36 minutos, teve a melhor chance da etapa final de cabeça, mas parou na trave. A partida terminou em 0 x 0 e foi para a prorrogação, que também terminou empatada.

Nos pênaltis, brilhou a estrela do goleiro Santos. Quem não lembrou da final olímpica de 2016? Quando Weverton, que atuava no Athletico-PR, time atual do goleiro da seleção brasileira, pegou o pênalti decisivo na final dos Jogos Olímpicos. Sendo assim, o arqueiro do Brasil pegou a cobrança de Aguirre, e Vazquez chutou na trave. Com 4-1 nos pênaltis, o Brasil avança para mais uma decisão da medalha de ouro, a terceira consecutiva, e busca o bicampeonato olímpico. A seleção brasileira também alcança o sétimo pódio no  futebol masculino, e assim, se torna o recordista em medalhas na modalidade.

Japão x Espanha

A seleção japonesa buscava atingir o melhor resultado de sua história, em casa, que era chegar a uma final de Jogos Olímpicos. Por outro lado, a Espanha buscava atingir o feito de 1992, quando foram campeões olímpicos em casa. Sendo assim, o primeiro tempo da Fúria lembrou algumas partidas da equipe na Eurocopa, visto que seis jogadores que disputaram a competição, estão em Tóquio 2020. Teve volume de jogo e posse de bola, mas pouca criação. Já o Japão teve chance no final da primeira etapa com Kubo, mas a partida ficou no 0 x 0.

Na etapa final, o Japão teve a primeira chance aos seis minutos, com Hayashi, mas a bola foi para fora. Logo na sequência, é marcado pênalti para a Fúria, sofrido por Mikel Merino. Entretanto, o VAR anulou a penalidade máxima. Enfim, no final da partida, a Espanha pressionou e empurrou a seleção japonesa para o campo de defesa, mas não conseguiu marcar, e a partida terminou em 0 x 0, indo para a prorrogação.

Na prorrogação, o jogo se desenhou igual na primeira etapa, com a Espanha tendo o volume de jogo, mas não conseguindo finalizar em gol, parando no bloqueio japonês. Do outro lado, Maeda quase abriu o placar de cabeça. E quando tudo parecia indicar que teríamos mais penalidades, Asensio já nos últimos cinco minutos da prorrogação, acertou um belo chute para fazer 1 x 0 para a Espanha. A seleção espanhola também brigará pelo bicampeonato olímpico.

Disputa por medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020:

Antes de mais nada, teremos um bicampeão olímpico no futebol masculino. O Brasil tenta repetir o feito dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, enquanto a Espanha busca a segunda medalha de ouro, e se juntar a seleção campeã em casa, em Barcelona (1992). Além disso, México e Japão repetem a disputa da medalha de bronze das Olimpíadas de 1968, disputada na Cidade do México, que terminou com vitória japonesa.

  • Japão x México – Sexta-feira (6) – 08h – Saitama – Disputa da medalha de bronze
  • Brasil x Espanha – Sábado (7) – 08h30 – Yokohama – Final Olímpica
SHARE