EURO 2020 – 5 motivos para acreditar no título da Inglaterra

A Inglaterra está na decisão da Euro 2020. Dessa forma, a seleção chega pela primeira vez à final da Eurocopa, nos seus 61 anos de disputa. Depois de grandes traumas, como a competição em 1996, disputada também em solo britânico e o fiasco na Copa do Mundo de 2014, os comandados de Gareth Southgate estão em alta. Sendo assim, depois de muito tempo, os ingleses possuem chances reais de conquistar um título. A final será contra a Itália no próximo domingo (11), em Wembley, às 16h (horário de Brasília), e o MondoSportivo Brasil lista 5 motivos para acreditar que o Football’s Coming Home.

5 motivos para acreditar no título da Inglaterra na Euro 2020

1 – Final em casa e dominância em Wembley

A Inglaterra será a quinta seleção que irá decidir a Eurocopa dentro do seu país. Dessa forma, Espanha (1964), Itália (1968), França (1984 e 2016) e Portugal (2004). Com isso, apenas portugueses e franceses em 2004 e 2016, não conseguiram sair campeões jogando a final em casa, justamente nas duas vezes que houve a oportunidade de jogar como mandante a decisão no século XXI. Entretanto, os comandados de Gareth Southgate apostam na consistência e dominância que os Three Lions apresentam jogando em Londres.

A Inglaterra jogando dentro do Estádio de Wembley é muito forte, em competições oficiais. Dessa forma, foram 15 vitórias em 17 jogos jogando na casa tradicional em Londres. Além disso, a seleção está habituada em jogar dentro dos seus domínios na Euro 2020. Isso porque, os ingleses fizeram quatro dos seus cinco jogos em Wembley. Enfim, a única vez que os comandados de Southgate não jogaram em casa foi nas quartas de final, quando em Roma, venceram a Ucrânia por 4 a 0.

2 – Um elenco novo, porém experiente, e sem egos na seleção

Desde 2016, após a eliminação precoce nas oitavas de final da Eurocopa, a Inglaterra vive um processo de reconstrução no seu elenco. Dessa forma, apenas seis jogadores (Sterling, Kane, Henderson, Rashford, Stones e Walker) que estiveram na França, estão na disputa da Euro 2020. Entretanto, outros jogadores convocados, já tiveram sua experiência com a seleção em grandes competições, no Mundial da Rússia em 2018. Nove jogadores que estão no elenco da Eurocopa, jogaram a última Copa do Mundo: Kane, Stones, Trippier, Henderson, Rashford, Sterling, Walker, Pickford e Harry Maguire. Além de todos os citados, Luke Shaw disputou a Copa do Mundo em 2014, no Brasil.

Além da experiência em grandes competições de seleções, os atletas, mesmo jovens, já tiveram experiências em decisões importantes de grandes competições de clubes. A saber, a Inglaterra é a segunda seleção com a menor média de idade da Euro 2020, com menos de 25 anos. Porém, é uma equipe com experiência em momentos de decisão. Por exemplo, sete convocados disputaram a final da UEFA Champions League, entre Manchester City x Chelsea: Ben Chilwell, Reece James, Mason Mount, Raheem Sterling, Phil Foden, John Stones e Kyle Walker.

Por fim, a seleção inglesa aparenta ser muito unida, dentro e fora de campo. É um elenco recheado de jogadores dos grandes clubes ingleses: Chelsea, Liverpool, Arsenal, Tottenham, City, United, Leeds, West Ham, Everton, Wolves, e por aí vai. Dessa forma, são atletas quase que semanalmente estão jogando um contra o outro na Premier League, e muitas vezes em grandes clássicos. Porém, deixam isso de lado quando jogam pela Inglaterra, e isso é notório nas comemorações. Diferente de outras gerações, muito talentosas, mas com o extracampo muito mal administrado.

3 – Inglaterra em busca do primeiro título da Euro 2020 e a saída da fila

A Inglaterra tem a chance real de quebrar a escrita de ser uma seleção que sempre monta ótimos elencos, mas só fica nisso, em ótimos elencos. Dessa forma, os ingleses possuem apenas um título de grande expressão em sua história, que é a Copa do Mundo de 1966. Além disso, nunca havia chegado a uma final de Eurocopa, até competição atual. Ainda, será a primeira vez em 55 anos que os Three Lions jogarão uma decisão de torneio de grande expressão, sendo a última justamente do Mundial citado.

Sendo assim, a Inglaterra sempre foi motivo de zoação de seus rivais por ser essa seleção com bons elencos, mas que não consegue chegar em decisões. Muitas vezes, sendo até questionada pelas expressões de serem “Os Pais do Futebol”, ou até mesmo o trecho da música Three Lions: “Football’s Coming Home”, já que não tem essa escrita em momentos importantes. Enfim, é a grande chance de justificar toda a história e mística.

4 – A melhor defesa da Eurocopa

Agora, abordando alguns fatores do momento atual da Inglaterra na Euro 2020, a defesa tem sido o principal pilar da campanha da seleção na competição. Os ingleses possuem a melhor defesa da Eurocopa, com apenas um gol sofrido. Isso aconteceu justamente nas semifinais contra a Dinamarca, o que interrompeu uma sequência de cinco jogos sem sofrer gols no torneio, que até então era a maior de uma seleção sem ser vazada em uma única edição da Euro. Pickford no gol, Stones e Maguire como zagueiros, e Walker e Shaw nas laterais, tem trazido muita consistência.

5 – Sterling e Kane: A dupla decisiva da Eurocopa

Saindo da defesa e indo para o ataque, a dupla do camisa 9 e do camisa 10 tem sido letal e fatal na Euro, contra os seus adversários. Raheem Sterling e Harry Kane tem sido os principais jogadores da Inglaterra na Euro 2020 até aqui. Os ingleses fizeram até aqui 10 gols na competição, e 70% dos tentos foram marcados pelos dois atacantes. Primeiramente, o ponta do Manchester City marcou os três primeiros gols da equipe no torneio, contra Croácia, República Checa e Alemanha. Além disso, participou do primeiro tento nas semifinais contra a Dinamarca, mas que foi validado gol contra de Kjaer. Sterling ainda, é cotado por muitos como o melhor jogador da UEFA Euro 2020.

Harry Kane, merece uma atenção especial em sua caminhada pela seleção inglesa. Ele ainda está na luta pela artilharia da competição, com quatro gols, um a menos que Cristiano Ronaldo e Patrick Schick, que já estão eliminados. O atacante do Tottenham pode ultrapassar ambos, ou igualar, caso marque na grande final. Além disso, o capitão da Inglaterra pode ficar isolado como o maior artilheiro da seleção na história em grandes competições. Atualmente, ele está igualado com Gary Lineker, com 10 gols. Kane marcou seis vezes na Copa do Mundo 2018 e quatro vezes na UEFA Euro 2020, totalizando 38 gols pelos Three Lions.

SHARE