Ollie Watkins: a “cereja do bolo” que faltava ao ataque do Aston Villa

O Aston Villa de 2020/21 é o oposto da temporada passada. Em 2019/20, os Villans brigaram contra o rebaixamento até a rodada final da Premier League. Diante da escassez de peças no elenco principal, a diretoria trouxe Ollie Watkins, ex-Brentford. O clube de Birmingham pagou aos Bees uma taxa inicial de 28 milhões de libras, sendo o jogador mais caro da história do Villa.

Assim, o camisa 11 é, de fato, um dos jogadores mais importantes do Aston Villa nesta temporada. Na 34ª rodada da Premier League, contra o Everton, Watkins marcou na vitória dos Villans sobre os Toffees por 2 x 1.

Fase artilheira no Aston Villa

Ollie Watkins vem mostrando que valeu cada centavo pago pelo Aston Villa. Para se ter uma idea, ele é o principal artilheiro dos Villans na temporada. Assim, foram 15 gols marcados em 36 partidas em 2020/21. Ou seja, o inglês foi responsável por mais de 40% dos tentos do clube.

Além disso, Watkins é o principal goleador da equipe na Premier League. A princípio, o atacante já anotou 13 gols na liga, sendo providencial na boa campanha dos comandados de Dean Smith. Para complementar, ele é o quarto maior assistente dos Villans na liga inglesa (4).

Nas últimas cinco partidas pelo campeonato, o jogador esteve envolvido em quatro gols (três tentos e uma assistência). Por fim, o Aston Villa venceu, com ele em campo, 16 confrontos — além de seis empates e 14 derrotas.

Jogos marcantes

O duelo contra o Liverpool, pela 4ª rodada da Premier League, é um daqueles jogos que, com toda certeza, Ollie Watkins e os demais fãs do futebol inglês não esquecem de suas recentes memórias. A princípio, Watkins balançou as redes três vezes, na humilhante goleada do Aston Villa sobre os Reds (7 x 2), no Villa Park. Naquela ocasião, a equipe de Merseyside não sofria sete gols em um jogo desde abril de 1963, contra o Tottenham — tendo aplicado o mesmo resultado: 7 x 2.

Vale lembrar que, neste mesmo dia, o Tottenham aplicou uma elástica vitória por 6 x 1 sobre o Manchester United, em pelo Old Trafford. Detalhe: foi a primeira vez que os Reds e os Red Devils sofreram ao menos seis gols em um mesmo dia.

Além do mais, outro duelo marcante foi diante do Arsenal, no Emirates Stadium. Na oportunidade, o camisa 11 foi responsável por marcar duas vezes, em um 3 x 0, sobre os Gunners.

Seleção da Inglaterra

Antes de mais nada, a ótima fase de Ollie Watkins lhe rendeu uma convocação para a seleção principal da Inglaterra, em março deste ano. O treinador dos Three Lions, Gareth Southgate, chamou o atacante para as três primeiras rodadas das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2022.

A sua estreia pela Inglaterra não poderia ser melhor. Resultado? No primeiro chute pela seleção, Watkins deixou o seu tento, na goleada sobre o San Marino (5 x 0). Nos jogos restantes, contra Albânia e Polônia, o inglês ficou no banco de reservas e sequer entrou em campo.

Fato é que, em uma seleção com grandes nomes, Ollie Watkins aparece como uma ótima alternativa. Assim, o atacante do Aston Villa trava disputa com o principal jogador da Inglaterra, Harry Kane, titular absoluto do ataque. Mas, aos 25 anos, Watkins se desenha como mais uma peça para a forte e jovem geração dos Three Lions.

Carreira

Em primeiro lugar, Ollie Watkins deu os seus primeiros passos no futebol na base do Exeter City, e, consequentemente, começou profissionalmente pelo clube em 2014. Dessa forma, ele marcou 26 gols em 78 aparições pelos Grecians. Além disso, teve uma pequena e rápida passagem, por empréstimo, no Weston-super-Mare. Em seguida, o atacante despertou a atenção do Brentford, que logo contratou o inglês em julho de 2017.

No Brentford, Ollie Watkins ganhou visibilidade no futebol. Em três temporadas nos Bees, o jogador se tornou peça importante no clube. Assim, a temporada 2019/20 foi o auge da carreira do atleta de 25 anos. Mesmo com os londrinos não tendo confirmado o acesso à Premier League, o centroavante foi destaque da Championship passada. Com 26 gols e vice-artilheiro da segunda divisão, ao lado de Aleksandar Mitrović, do Fulham, Watkins foi eleito o melhor jogador da liga.

SHARE