Flamengo vence e lidera grupo da Libertadores

Seguindo à risca sua vocação ofensiva e fazendo valer o mando de campo, o Flamengo goleou o debutante Unión La Calera por 4 a 1 no Maracanã e manteve a liderança do Grupo G da Taça Libertadores, agora com 100% de aproveitamento em duas rodadas disputadas. Foi a oitava vitória nos últimos nove jogos do Rubro-Negro no Maracanã pela competição sul-americana.

Passada a conquista da Taça Guanabara, o Flamengo retomou sua caminhada pelo tricampeonato da Libertadores e não tomou conhecimento do adversário chileno. Com um primeiro tempo dominante e uma segunda etapa irregular e desatenta, o Rubro-Negro mostrou seu já conhecido repertório ofensivo para vencer o adversário e confirmar seu favoritismo no grupo. Gabigol (2), Arrascaeta e Pedro marcaram os gols da partida.

O primeiro tempo foi bem tranquilo. O Flamengo entrou em campo ligado e mostrou toda sua qualidade, com gols de Gabigol e Arrascaeta. E o placar parcial de 2 a 0 ficou barato para o time chileno, tamanha a superioridade rubro-negra.

Na volta do intervalo, um time desligado e displicente. E o gol do La Calera no início do segundo tempo deixou o torcedor flamenguista apreensivo por alguns minutos, vendo sua equipe dar muitos espaços ao adversário e sem que Rogério Ceni corrigisse as falhas de marcação.

Mas, a superioridade do Flamengo acabou prevalecendo mais uma vez, com a equipe marcando outras duas vezes, com Gabigol e Pedro (esse último um golaço, uma pintura) e fechando o marcador em 4 a 1.

Os números da partida contam bem o que se viu em campo: um amplo domínio do Flamengo, com 22 finalizações (11 no gol), 55% de posse de bola, muitas chances criadas e quatro gols marcados. Em que pese a falta de concentração do Flamengo na volta do segundo tempo, o La Calera pouco ameaçou o gol de Diego Alves, terminando o jogo com somente três finalizações, sendo uma, de fato, no gol. Muito pouco para dizer que o Rubro-Negro foi ameaçado.

Apesar da vitória elástica, o Flamengo tem um importante dever de casa para o decorrer da temporada: não perder a concentração e se manter sempre focado e ligado durante os 90 minutos, sob pena de comprometer partidas mais complicadas – e decisivas.

Num dia em que o Flamengo mostrou todo seu repertório, mais uma vez se impôs diante do rival e não teve medo de ousar, mas deixou à mostra aquela que vem sendo sua maior fraqueza: a falta de compactação, o que expõe demais a equipe, ainda mais quando perde a concentração.

Agora, o Flamengo vira a chave para a semifinal do Campeonato Carioca, sábado, contra o Volta Redonda. E Rogério Ceni vai precisar quebrar a cabeça para encontrar uma maneira de dar mais minutos à dupla de reservas que pede passagem no Flamengo: Vitinho e Pedro.

Não sei quem sai e nem como montar essa equipe. Esse é um trabalho para Ceni e sua comissão, mas os dois jogadores vêm demonstrando ter condições de fazer parte do time titular. Após 14 jogos na temporada, já são 4 gols e duas assistências de Vitinho e outros 4 gols e uma assistência de Pedro.

Ainda em construção e com arestas a aparar, o Flamengo de Rogério Ceni segue forte em todas as competições, elogiado pelos rivais e dando alegrias à sua torcida. Quem para esse time?

Standings provided by SofaScore LiveScore

SHARE