Entre demissão, destaques e surpresas: o Watford retorna à Premier League

Após o Norwich City, a Premier League terá, novamente, a presença do Watford na competição. A vitória sobre o Millwall (1 x 0), com gol de pênalti de Ismaïla Sarr, fez com que os Hornets conquistassem o acesso com duas rodadas de antecedência para o término da Championship 2020/21. Assim, vale destacar que está é a 4ª promoção do time de Vicarage Road à liga inglesa. Apenas os Canários conseguiram mais acessos na história do campeonato (5).

Temporada 2019/20: turbulenta e rebaixamento à Championship

O Watford retornou à Premier League em 2015/16. E, de lá para cá, conseguiu permanecer na elite até a temporada 2019/20. Por conta de uma sucessão de erros em contratações e trocas no comando técnico, principalmente, os Hornets não conseguiram se sustentar na competição.

Em primeiro lugar, o Watford não conseguiu firmar um projeto de futebol na temporada passada. Assim, foram quatro treinadores em 2019/20: Javi GraciaQuique Sánchez Flores, Nigel Pearson e, por último, Hayden Mullins. Esse, assumiu o clube nas duas últimas rodadas da Premier League, contra Manchester City e Arsenal. O resultado? Derrotas em ambos, sendo rebaixado em um 4 x 0 diante dos Citizens, no Vicarage Road.

A saber, Nigel Pearson chegou ao Watford em dezembro de 2019. A inesquecível partida sobre o Liverpool é lembrada até os dias de hoje. Naquela ocasião, um 3 x 0 nos Reds, que viriam a vencer aquela edição da Premier League. Afinal, o resultado acabou com as chances do clube de Anfield de vencer o campeonato de forma invicta. Além disso, deu fim à uma invencibilidade de 44 jogos na liga.

Em suma, Pearson durou 22 partidas no Watford, tendo conquistado sete vitórias, cinco empates e 10 derrotas. Ao final da temporada, os Hornets foram rebaixados à Championship, na 19ª posição, com 34 pontos.

Entradas e saídas de jogadores 

Com o rebaixamento, o Watford reformulou seu elenco. Dentre as saídas, a de Abdoulaye Doucouré, para o Everton, foi a mais sentida. O meia tinha figura carimbada na equipe há algum tempo. Por conta disso, teve que deixar os Hornets. Assim, houveram outras dispensas importantes, como: Craig Dawson, Étienne Capoue, Gerard Deulofeu, Roberto Pereyra, Danny Welbeck e Gomes, por aposentadoria.

Além disso, entre outras contratações importantes, vieram Francisco Sierralta e William Troost-Ekong, titulares na defesa, e Philip Zinckernagel. Todos os citados jogam com frequência entre os escolhidos do técnico Xisco. Além do mais, Dan Gosling, Jeremy Ngakia, Ken Sema, Achraf Lazaar, Robert Elliot e Carlos Sánchez integraram o elenco.

Reviravolta na Championship 2020/21

A princípio, o Watford apostou na chegada do técnico Vladimir Ivić, após boa passagem pelo Maccabi Tel Aviv, de Israel. Entretanto, a direção do clube o demitiu depois de perder para o Huddersfield, por 2 x 0, no fim do 1° turno da Championship. Dessa forma, o sérvio deixou os Hornets na 5ª colocação da liga. Ao todo, foram 22 jogos, 10 vitórias, sete empates e cinco derrotas.

A reviravolta com a chegada de Francisco Javier Muñoz Llompart, o Xisco, foi impactante. Para se ter uma ideia, o Watford teve, desde a vinda do espanhol, um aproveitamento para lá de significativo na Championship. Em 24 jogos, foram 17 vitórias, três empates e quatro derrotas — representando mais de 70% de aproveitamento.

Principais jogadores da temporada

A ótima campanha na Championship é o reflexo pelo bom momento de alguns jogadores. A dupla Ismaïla Sarr e João Pedro se notabilizam em 2020/21. O senegalês marcou, até o momento, 13 gols e deu 4 assistências na liga. Entretanto, o brasileiro ex-Fluminense também é destaque. Assim, o camisa 10 foi responsável por nove tentos e dois passes para gol. Ou seja, juntos, contribuíram em 22 dos 61 gols dos Hornets na competição. O ponta Ken Sema, por sua vez, se destacou pelos flancos.

Além disso, a defesa é um forte pilar na temporada. Os zagueiros Francisco Sierralta e William Troost-Ekong formaram uma ótima dupla. Além deles, os laterais Kiko Femenía e Adam Masina se complementam. O Watford tem a defesa menos vazada da Championship. Em suma, os Hornets sofreram apenas 28 gols.

Por fim, o goleiro Daniel Bachmann se notabiliza debaixo das traves. Com a lesão do experiente Ben Foster, o austríaco tomou conta da posição. Em 22 jogos na segunda divisão, Bachmann acumula 13 clean sheets. Por fim, é o arqueiro que tem a menor média de gols sofridos na Championship — 0.5 por jogo, segundo o SofaScore.

O meio campo com Tom Creverley e Will Hughes mostram boa consistência na temporada. Além deles, Dan Gosling, Nathaniel Chalobah e Philip Zinckernagel são peças importantes.

Números na Championship

Como já mencionado, o sistema defensivo do Watford é um ponto forte na temporada. Assim, os Hornets têm a melhor defesa da Championship 2020/21. São apenas 28 gols sofridos em 44 partidas. Além do mais, são 22 jogos sem levar gols.

Em contrapartida, o ataque do time de Vicarage Road também se destaca. Veja, os Hornets marcaram 61 gols na liga: o 4° melhor ataque. Detalhe: Brentford e Bournemouth (3° e 4° colocados, respectivamente) têm mais tentos em comparação com Watford e Norwich City, 1° na tabela. Os Bees balançaram as redes 74 vezes. Enquanto os Cherries anotaram 73 gols.

Outra estatística chama a atenção. O Watford é o clube que mais recebeu cartões amarelos na Championship (81). Além disso, é a 3ª equipe que mais cometeu faltas (13.7 por jogo). Por outro lado, se destaca em outro quesito: os desarmes. Os Hornets ocupam a 2ª posição entre os times que mais realizaram desarmes por partida (15.7). Em suma, todos os dados foram coletados do aplicativo SofaScore.

Futuro na Premier League 2021/22

Toda equipe que sobe à Premier League, deve-se ter um investimento no elenco. Até mesmo a sensação Leeds United precisou se reforçar na disputa da primeira divisão. O resultado? Os Whites apresentam bom futebol e estão entre os 10 primeiros.

No caso do Watford, a equipe apresenta jogadores que se destacam nesta temporada. Ou seja, o interesse será, obviamente, despertado por outros clubes. Manter a base sempre é fundamental, mas, com toda certeza, é necessário reforçar o elenco. Destaques como Ismaïla Sarr e João Pedro atraem o interesse do mercado. Além deles, outros jogadores podem deixar os Hornets.

A próxima edição da Premier League será uma tarefa “de fogo” para o Watford. Se manter, nesse retorno ao campeonato, é o principal objetivo do clube. Por fim, é fundamental que, junto ao investimento no elenco, manter o treinador Xisco é de suma importância no projeto a longo prazo.

Standings provided by SofaScore LiveScore