Mason Mount: a referência ofensiva do Chelsea

O Chelsea vive um ótimo momento após a chegada do treinador Thomas Tuchel. Os Blues estão na final da Copa da Inglaterra, na semifinal da UEFA Champions League e na 5ª posição da Premier League – um ponto atrás do quarto colocado West Ham. No entanto, o técnico alemão não é o único responsável pela boa fase do clube londrino. O jovem Mason Mount se transformou na grande referência técnica e o melhor jogador do Chelsea nesta temporada.

O seu “início” no Chelsea 

Com apenas 22 anos, Mason Mount faz a sua segunda temporada pelo time principal do Chelsea. Revelado pelos Blues e com passagens por Vitesse e Derby County, o meio-campista chegou de forma definitiva na última temporada, sob comando do ex-técnico Frank Lampard

Logo de cara, o técnico inglês deu oportunidades para o jovem meio-campista. Vale lembrar que ambos haviam trabalhado juntos no Derby County na temporada 2018/2019. Isso facilitou a trajetória de Mount no Chelsea. Lampard sabia como utilizar e potencializar as características de jogo do jovem inglês. Por conta disso, o meio-campista conseguiu se adaptar rapidamente à Premier League. 

Mesmo atuando em diversas posições e cumprindo funções distintas, Mason Mount teve um bom desempenho individual em sua primeira temporada pelos Blues. Ao todo foram 53 jogos e 42 deles como titular. O meio-campista marcou oito gols e contribuiu com cinco assistências em todas as competições. Ótimos números para quem acabara de chegar ao clube londrino. 

Mason Mount: o grande nome do Chelsea na atual temporada 

Jovens jogadores têm dificuldades de manter uma regularidade logo no início de carreira. Muitos começam como uma grande promessa e logo em seguida caem de rendimento. Algo natural. A oscilação é um dos grandes desafios para os atletas de futebol. Principalmente para os que atuam nas ligas nacionais mais competitivas da Europa. 

Mason Mount poderia ser mais um jovem jogador a sofrer com a instabilidade depois de uma boa temporada. Entretanto, o meio-campista tem superado este duelo complicado. O inglês é o principal jogador do Chelsea na temporada atual. Mesmo com as inúmeras contratações do setor ofensivo (Kai Havertz, Hakim Ziyech e Timo Werner), Mount se consolidou como o grande protagonista dos Blues. 

Mount é um jogador com ótimas características ofensivas. O inglês tem muita facilidade para desempenhar funções e posições distintas. O camisa 19 dos Blues pode atuar como meio-campista interior, extremo e também como meio-campo central. 

Mas o que chama atenção é a sua inteligência. Mount tem uma ótima percepção do jogo e faz movimentos de acordo com o que a partida sugere. 

No ataque posicional de Thomas Tuchel formado em 3-2-5, Mount pode se posicionar nas costas dos meio-campistas adversários quando é necessário, receber em amplitude para conduzir de fora para dentro e também recuar em zonas mais baixas para dar apoio e progressão à posse do Chelsea. Além disso, o inglês é um jogador que trabalha com associações. Mount também busca cair no setor da bola para gerar jogo aos Blues. 

O seu controle orientado também é um diferencial. Domina e já se coloca em vantagem sobre os seus adversários. O seu único gol na UEFA Champions League, no duelo contra o Porto, é um claro exemplo disso. 

O meio-campista do Chelsea também tem produzido muito com os últimos passes. Na Premier League, Mount é o quarto jogador com mais passes decisivos por partida (2.4). O jovem inglês só fica atrás de Jack Grealish, Bruno Fernandes e Kevin De Bruyne. Vale destacar também que o inglês é um dos atletas que mais criaram grandes chances (9) na competição. 

A importância do inglês no elenco dos Blues 

Mason Mount já fez 45 jogos na temporada. Entre os jogadores do setor ofensivo, ele é o atleta que mais vezes entrou em campo.  Mesmo com inúmeras opções no ataque, o inglês permanece “intocável” nos 11 iniciais. Isso mostra a regularidade no desempenho do jogador ao longo da temporada. 

Na Premier League, o jovem também tem mostrado a sua relevância. Ele é o artilheiro do time na competição com seis gols marcados (ao lado de Tammy Abraham) e o segundo jogador do time com mais participações diretas (10) – Mount fica só atrás de Timo Werner (11) neste quesito. 

Contando todas as competições, Mason Mount já tem oito gols e seis assistências em 45 jogos. Os números da atual temporada já superam o da última. Mesmo com alguns jogos a menos. Em 2019/2020, o meio-campista dos Blues marcou oito gols e deu cinco assistências. Foram 13 participações diretas em 53 jogos na campanha anterior. 

Mount deixou de ser somente uma promessa. Hoje, aos 22 anos, o jogador inglês se coloca como o grande nome do clube londrino. 

Standings provided by SofaScore LiveScore

SHARE